Tudo sobre educação imersiva

Realidade virtual, realidade aumentada… O futuro previsto já está acontecendo em muitas salas de aula mundo afora, mas o que exatamente envolve a tendência da educação imersiva, como aplicá-la em sua realidade?

A conversa de hoje é sobre um assunto do futuro, mas que para fazer parte da realidade no amanhã já deve ser pensado no presente. Estamos falando sobre educação imersiva! Já se atualizou sobre isso?

Sabemos que cada estudante tem sua própria forma de aprender. Todavia, a educação imersiva agrega recursos que permitem uma nova maneira de construir o conhecimento.

Isso porque as ferramentas tecnológicas possibilitam o desenvolvimento de habilidades e da superação de desafios como a otimização do tempo para estudos. Contribuem até mesmo com o aprimoramento da autonomia e do pensamento crítico no processo de aprendizagem.

Sendo assim, vamos mostrar aqui no Blog do IsCool App como a educação imersiva já está em uso, possibilitando avanços nesse sentido. Além disso, apresentamos os principais conceitos dessa pauta, para você atualizar seu conhecimento e se manter conectado com o que está porvir, ou melhor, com o que já chegou!

Para começar: entenda mais sobre educação imersiva

A aprendizagem imersiva, ou educação imersiva, é um conceito bastante usado no setor. Porém, vem se atualizando a todo momento, com a criação de tecnologias cada vez mais inovadoras. Quando falamos de educação imersiva, debatemos sobre o uso de ferramentas que permitem aos estudantes interagirem com os conteúdos de uma nova forma.

Dessa maneira, como explicado neste conteúdo do Blog do MBA USP/Esalq, a educação imersiva coloca as pessoas no centro de seus aprendizados. Assim, além de receber o conhecimento, o estudante vive uma nova experiência.

Logo, a educação imersiva promove a evolução pedagógica. Para isso, é necessária a atualização das instituições de ensino – não só do plano de aula, como também de suas infraestruturas para atender às novas demandas.

Essa atualização não é tão complicada quanto parece. Para começar, as escolas precisam investir, por exemplo, em novos equipamentos e boas conexões com internet. Além disso, é importante capacitar os profissionais para saberem utilizar as novas ferramentas nessa aprendizagem baseada na imersão.

Ainda há um ponto de atenção para os gestores: não é porque a tecnologia existe que é ideal para a sua instituição. Cabe avaliar em quais momentos cada um dos novos recursos se encaixam, para que essa prática aconteça segundo a realidade da sala de aula e dos estudantes.

3 conceitos que você precisa conhecer no glossário da educação imersiva

Existem muitos termos comuns nesse universo tecnológico da educação imersiva que você precisa conhecer. Afinal, eles são muito semelhantes, mas suas aplicações são diferentes. Atualize-se com nossa listagem dos principais:

  • Realidade virtual: tecnologia que cria a sensação da presença em ambientes virtuais por meio de recursos gráficos. Exemplo: óculos VR.
  • Realidade aumentada: tecnologia que integra elementos virtuais e reais e permite a visualização de conteúdos por meio de câmeras ou sensores de movimento. Exemplo: leitura de um QR Code que apresenta um vídeo.
  • Metaverso: ambiente virtual que recria experiências reais por meio do uso de dispositivos digitais. Exemplo: plataforma Cidade Alta.

Exemplos de educação imersiva na escola

Quando falamos de educação imersiva, podemos pensar além do metaverso. Essa palavra está em alta no mundo da tecnologia, quando o assunto é a nova experiência das pessoas conectadas. E nós já falamos de metaverso na educação aqui no Blog do IsCool App, adiantando essa tendência no ensino.

Agora, vamos em frente apresentar outros exemplos de educação imersiva para sua escola. Acompanhe e conheça!

Sala de aula de realidade mista

Metaverso já não é mais tendência, mas sim uma realidade que pode fazer parte do seu dia a dia escolar. Uma prova de educação imersiva atual, baseada nesse conceito, é o MetaHKUST – ambiente que mistura a realidade e a experiência real, criado pela Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong.

Com essa criação, a instituição promove uma imersão maior das pessoas durante as atividades. Isso porque, no metaverso, os usuários podem criar avatares e interagirem entre si, obtendo uma experiência mais imersiva que somente o vídeo.

De acordo com publicação da revista Exame, o MetaHKUST é uma sala de aula de realidade virtual no metaverso que promove a educação imersiva e conecta dois campi da universidade em um único local. Portanto, supera as fronteiras geográficas.

Inteligência Artificial

Como também já explicamos aqui no Blog do IsCool App, a inteligência artificial (IA), campo da ciência da computação no qual as máquinas realizam tarefas equivalentes às do cérebro humano, é um exemplo de tecnologia que pode ser aplicada a favor da educação imersiva.

Ferramentas de IA para criatividade computacional, robótica, óculos inteligentes, fones de ouvidos com tradutores, learning analytics e outros permitem mais interatividade das pessoas durante a aprendizagem.

Portanto, quando utilizada de forma estratégica na educação imersiva, a inteligência artificial possibilita o desenvolvimento de habilidades dos estudantes, bem como contribui para otimizar diversos processos, agregando mais assertividade e agilidade nas atividades escolares.

Integração

A integração de recursos on-line e off-line permite que a educação imersiva ocorra de forma criativa. Um exemplo, também dado pelo Blog do MBA USP/Esalq, é utilizar adesivos ou outros materiais gráficos com realidade aumentada. Eles são escaneados pelos dispositivos móveis dos estudantes e “revelam” imagens ou vídeos com conteúdos específicos.

Outra forma de tecnologia para a educação imersiva é a integração de áudios registrados em QR Code. Dessa forma, a integração melhora o desempenho dos estudantes, porque assim eles recebem orientações que os colocam no centro do aprendizado. Além disso, acessam a informação quando e onde precisarem, pelos dispositivos móveis.

Concluindo, esperamos que esse conteúdo sobre educação imersiva traga muitos insights para as atividades da sua instituição. Para completar, não se esqueça de criar suas estratégias considerando a cidadania digital das pessoas, como já explicamos aqui no Blog do IsCool App. Até a próxima!

Deixe uma resposta