Pós-pandemia e o novo profissional da educação

O coronavírus acelerou processos organizacionais no mundo todo, levando profissionais a se reposicionarem para uma nova realidade, especialmente no segmento educacional

Você já parou para pensar na quantidade de projetos de soluções remotas que tiveram que sair do papel, no mundo todo, no prazo de poucas semanas? Do dia para a noite, as empresas tiveram seus processos de transformação digital acelerados pela pandemia do COVID-19, habilitando seus profissionais a trabalharem de casa, ultrapassando as esferas físicas da empresa e incluindo novas tecnologias para diferentes finalidades.

Crise para uns, oportunidade para outros. Tirando de cena todo sofrimento causado pela doença que continua a afetar profundamente a sociedade, o fato é que empresas como a Zoom Video Communications Inc., proprietária da plataforma de reuniões remotas Zoom, bateram todos os recordes de lucro e crescimento em apenas um trimestre (veja matéria aqui).

Agora, o assunto em pauta é a pós-pandemia. Afinal, o que deu muito certo e o que não deve continuar? Como será a vida na coexistência do vírus? Até quando teremos tantas lives?

O chamado “novo normal” deve manter a escala da transformação tecnológica, mas traz à tona uma reflexão ainda mais profunda e importante, aquela que diz respeito à evolução do ser humano, suas emoções, seu comportamento. A pergunta que martela em nossas cabeças deixa de ser “como será a pós-pandemia?” e passa a ser “quem serei eu neste novo normal?”.

Enquanto “novas pessoas”, seremos também novos profissionais, com novas necessidades e novos olhares, independente da área de atuação. Na educação, por exemplo, desde secretária até o professor devem trazer para si essa análise, afinal, tiveram sua rotinas mudadas.

As respostas? Só você mesmo poderá encontrar. Mas aqui no Blog do IsCool App a gente dá uma forcinha e traz algumas dicas para traduzir o movimento e as tendências comportamentais às quais devemos nos atentar. Quem nos ajuda é a especialista em desenvolvimento humano Damaris Alfredo, CEO da DARH, palestrante e autora do livro “Liderança Modo On – Como Transformar o Mindset da Media Liderança” (DVS: 2019). Confira:

Os efeitos do trauma

Cada um de nós tem sua própria história e experiência de vida, mas todos, sem exceção, foram atingidos de alguma forma, como explica Damaris:

“Eu costumo dizer que essa pandemia causou traumas emocionais em todo mundo. Para alguns, de forma mais profunda, e em outros, mais leve. Mas não deixa de ser um trauma, visto que situações traumatizantes são aquelas que não desejaríamos passar e que, de alguma forma, somos obrigados”.

O trauma, por sua vez, gera um tipo de reação e oportuniza algo grande, a transformação do mindset, ou a “virada da chave”.

“Acredito que nenhum ser humano na face da terra desejou viver isso e estamos tentando viver e aprender tudo o que este momento está nos proporcionando. Como o cenário é novo, nossos antigos comportamentos, hábitos e crenças, muitas vezes não farão sentido e é neste momento que passamos a refletir e proporcionar mudanças de comportamento e de Mindset (mentalidade)”, afirma a especialista.

Assista ao vídeo da Damaris Alfredo sobre o profissional pós-pandemia.

Quais são as novas habilidades essenciais?

Você é da época do curso de datilografia, do curso de informática básico ou é da turma do “precisa aprender inglês”? Passamos por todas elas (e muitas outras necessidades de currículo, que até hoje estão aí, mas já são intrínsecas aos profissionais) até chegarmos ao ponto de admitir que: “vai mais longe quem sabe administrar a si mesmo”.

As questões emocionais se sobrepõem às técnicas em alguns pontos do caminho e, sem dúvidas, o pós-pandemia é um desses cenários.

Segundo Damaris, a partir de agora, as novas habilidades do profissional do futuro – e isso engloba a área da educação – são:

  • Inteligência Emocional – Que é a nossa capacidade de gerir as nossas emoções frente ao inesperado;
  • Inteligência Inovadora e Criativa – A habilidade de encontrar e criar soluções;
  • Inteligência Tecnológica – A competência de aprender e se adaptar rapidamente às novas tecnologias;
  • Lifelong Learning – Capacidade de aprender continuamente sobre qualquer competência, inclusive as competências fora de sua área de atuação.

Acesse o canal da Damaris Alfredo no YouTube e confira outros conteúdos sobre esses temas.

Subsídio para a educação 4.0

As novas competências profissionais chegam ao segmento educacional para subsidiar a chamada Educação 4.0 e a transformação da sociedade futura. Afinal, a mudança está nas mãos das lideranças escolares.

Confira o Guia da Educação 4.0 aqui do Blog do IsCool App

Na visão de Damaris Alfredo, essas novas competências são definitivas para o processo de realinhamento da educação: “Há alguns anos o professor e filósofo Mário Sérgio Cortella já dizia que vivíamos um cenário de desalinhamento na educação, onde muitas vezes se via a escola no século XIX, em um modelo escolar (carteira, lousa e aluno) ainda herança da revolução francesa; o professor no século XX e o aluno no século XXI”, ilustra a autora.

A pandemia e a necessidade de busca criativa para soluções, sem dúvida, permeará novas ações que alinhem tecnologia e educação socioemocional, pontos-chave da educação 4.0. Pelo menos é o que se espera desse novo profissional da educação.

“O Profissional da educação do futuro é aquele que aprende, ensina, reiventa, desaprende, reaprende e se desenvolve continuamente”.

Damaris Alfredo

Habilidades em comunicação e gerenciamento de crise

A solução em comunicação escolar já existe e tem sido essencial neste período de pandemia. Mas saiu à frente o colégio que profissionalizou e humanizou o tipo de comunicação criada com pais e alunos durante a suspensão das aulas.

Confira matéria com dicas sobre uma comunicação escolar assertiva.

Uma boa comunicação, com efetividade e empatia, configura como um diferencial do profissional de educação do futuro. Até porque o novo normal continuará sem espaço para agendas físicas e utilização exclusiva de e-mails. É preciso um plano multicanal, desde o app de comunicação exclusivo às mídias sociais, tudo em sincronia e usado com muita habilidade.

E aqui, comunicação se une às competências citadas acima pela Damaris para também preparar o novo profissional para qualquer adversidade futura. Se não estávamos preparados para o coronavírus, com essas novas habilidades devemos estar melhores preparados para outras surpresas, bem como o “novo normal”.

6 características essenciais que todo pedagogo deve ter

Listamos os comportamentos comuns que todo pedagogo deve buscar para aprimorar seu trabalho

Aproveitando que em maio se comemora o dia do pedagogo (20 de maio), vamos falar sobre as principais características essenciais que todo pedagogo deve ter. Sabemos que essa profissão é muito importante e que as pessoas formadas em pedagogia enfrentam batalhas diárias para se tornarem melhores profissionais.

Inclusive, presenciamos nesses últimos meses os desafios a eles impostos durante a pandemia do Covid-19 e todo esforço que fizeram em prol de uma transformação digital nas escolas. Definitivamente, existe muito amor envolvido nessa profissão.

Por isso, entre o mar de conselhos, dicas e citações sobre o ensino que existe publicado, recorremos às dicas do especialista Doug Lemov, diretor de uma rede de escolas nos Estados Unidos e autor do livro “Teach like a champion” (Aula nota 10, em português).  Afinal, será que as qualidades de um bom pedagogo devem ser definidas apenas pelo desempenho do aluno?

O blog do IsCool App aponta os 6 comportamentos principais que formam um pedagogo – e maneiras específicas e acionáveis ​​de aplicar esses comportamentos na sala de aula. Comece a testá-los com seus alunos para estimular uma experiência mais emocionante, dinâmica e envolvente nas próximas lições!

  1. Equilíbrio

Ter equilíbrio como pedagogo significa ser capaz de fornecer conhecimento para os alunos, mas também ajudá-los a desenvolver habilidades de aprendizagem (estudo, persistência etc.) que precisam para ter sucesso ao longo da vida. A falta de um ou outro fator pode afetar drasticamente a capacidade de seus alunos. Professores eficazes buscam esse equilíbrio.

2. Autoconfiança

O especialista Doug Lemov identificou uma grande variedade de características e práticas em sala de aula que os professores podem desenvolver para melhorar suas habilidades de gerenciamento de alunos. Isso inclui desenvolver uma cultura produtiva e positiva em sala de aula. A autoestima é a base da autoconfiança. Um professor que se compreende de uma forma positiva tende a se direcionar pela vida de um modo decisivo e deliberado.

3. Trabalho em equipe

Numa época não tão distante, a maioria dos professores trabalhava como contratados independentes. As escolas de hoje baseiam-se cada vez mais na necessidade de profissionais trabalharem juntos de maneiras cada vez mais complexas e interconectadas. Até o melhor professor com os alunos poderá ter dificuldades na escola se ele não for capaz de trabalhar bem com seus colegas.

4. Flexibilidade

Assim como em outras áreas, como Tecnologia, por exemplo, os professores precisam estar sempre prontos para se adaptar rapidamente. A capacidade de passar sem interrupções de uma atividade pré-planejada para uma necessidade espontânea não é apenas uma característica importante, mas indica uma capacidade geral de gerenciar situações estressantes com tranqüilidade.

5. Pró-atividade

Simplificando, um professor é tão eficaz quanto à atitude que traz para a sala de aula. Lidar com crianças consome muito tempo e energia, pois o professor precisa estar “ligado” o tempo todo. Dado que os professores têm poucas oportunidades de tempo de inatividade nas salas de aula de hoje, eles devem lidar melhor com suas responsabilidades com uma atitude de encontrar soluções e não de culpar.

6. Amor pelo que faz

Os professores não enxergam seus empregos apenas como um trabalho, mas como algo mais profundo e importante para a sociedade como um todo. Perceber o seu impacto direto na vida das crianças – e transformar esse entendimento em ação – diferencia os melhores pedagogos. Eles sabem que todos os alunos podem tomar melhores decisões se encontrarem orientação adequada e muita paciência.

Professor como facilitador

Nessa tendência de metodologias ativas, o professor passa a ser facilitador de conteúdo. Alguém que está ali, para mediar, ou como o sentido da palavra mesmo diz: facilitar a autonomia e aprendizagem do aluno. Lembrando que isso não pode ser colocado só como responsabilidade do professor, mas sim tem que ser compartilhada pela alta e média gestão da escola. Inclusive, o blog do IsCool App fez uma matéria sobre educação 4.0 que fala sobre esse novo momento.

Saiba mais: Guia da educação 4.0: o que é e o que esperar dela

Pedagogos precisam se comunicar bem

Os melhores professores não nasceram assim. Eles se tornam bons no que fazem através de seu próprio trabalho e do apoio de uma escola que lhes oferece oportunidades consistentes para se tornarem mais proficientes. Armado com um sorriso amplo e natureza gentil, o professor capta muito mais interesse dos alunos com essa atitude do que com o tópico que está ensinando.

A partir deste ponto de partida, os pedagogos devem se comunicar bem. Não somente com os alunos, mas também com os pais. Afinal, o trabalho em sala de aula não é um segredo a ser mantido. A comunicação regular sobre o aprendizado pode fluir do professor para as famílias. Com a tecnologia a todo o vapor, essa comunicação pode ser realizada via mobile, como por exemplo, por aplicativo de comunicação.

Nele, os pais são convidados a interagir, revisando o trabalho e reforçando consistentemente a importância do estudo dentro e fora da sala de aula. Geralmente, os pais dão boas-vindas a essa abordagem e muitos, se não todos, entram em cena para ajudar.

Através do aplicativo de comunicação escolar, é possível que o professor tenha um canal de comunicação com as famílias e assim compartilhe com os responsáveis o conteúdo ensinado.

O IsCool App dispõe de uma série de recursos que podem auxiliar o pedagogo a otimizar o seu tempo para o ensino e o seu próprio tempo para estudos pessoais. Afinal, uma das características essenciais de todo pedagogo é a busca constante pela excelência.

Se quiser saber mais sobre as funcionalidades do IsCool App, leia em:

IsCool App lança módulo Lição de Casa

5 funcionalidades do IsCool App para começar 2020 com tudo

Os 10 serviços úteis mais importantes para oferecer aos pais pelo seu IsCool App

A importância da auditoria de conteúdo no app escolar

Coronavírus: Como as escolas têm se adaptado ao ensino em casa

Para se adaptar à nova realidade da educação a distância, escolas lançam mão de ferramentas on-line gratuitas

Desde que a Pandemia do Covid-19 (Coronavírus) forçou a suspensão das aulas e colocou os alunos em quarentena, as escolas estão correndo para se adaptar à Educação a Distância (EAD), buscando amenizar os prejuízos no ensino de crianças e jovens em todo o Brasil. De acordo com dados da Unesco, são 850 milhões de estudantes sem aulas presenciais em todo o mundo.

Amparadas por uma decisão do Ministério da Educação (MEC) que autorizou o ensino a distância na grade presencial por pelo menos 30 dias, as escolas passaram a substituir as disciplinas presenciais por aulas que utilizam meios e tecnologias digitais. É o caso do Colégio de Vinhedo, no interior de São Paulo.

Segundo a coordenadora dos anos finais e ensino médio, Carla Regina Zampieri, o colégio tem encontrando alguns desafios no processo de ensino a distância, principalmente na utilização da tecnologia.

“Mas, entendemos que é um período de adaptação e que os benefícios alcançados, depois desse primeiro momento, serão muitos”, afirma.

O colégio já utilizava o aplicativo de comunicação escolar IsCool App, mas a partir da suspensão das aulas, passou a utilizar também o módulo Lição de Casa, para que os alunos possam fazer suas tarefas domiciliares.

“Hoje, o IsCool App é nossa principal ferramenta de comunicação com pais e alunos. E tem sido muito eficaz.”, diz ela.

Outro exemplo é o Instituto Educacional de Americana, também no interior de São Paulo. A professora de Educação Infantil, Fernanda Caldas, está gravando videoaulas de sua casa para as crianças, sob orientação do colégio. Ela nos conta que grava de 2 a 3 vídeos ao dia.

“A gente se reinventa na tentativa de reproduzir o conteúdo de sala de aula em vídeos”, diz ela.

A professora afirma que o conteúdo feito para a criança aprender precisa, em primeiro lugar, ter sentido e também ser prazeroso.

Professora Fernanda Caldas em vídeo de contação de história para as crianças

As vídeoaulas, repletas de elementos lúdicos, são repassadas aos celulares e computadores dos pais através do IsCool App, aplicativo que o colégio adotou antes da Pandemia do Covid-19.

“Os pais já estão acostumados com o IsCool App e é por lá que entramos diariamente, passamos a rotina do dia, os links de vídeos com contação de histórias e assim por diante”, explica Fernanda.

Em todo o Brasil, diversas escolas também estão usando o aplicativo como forma de manter os pais informados e os alunos aprendendo, mesmo à distância. Inclusive, o blog do IsCool App fez anteriormente uma matéria sobre o aumento de escolas em busca do aplicativo de comunicação escolar e o módulo Lição de Casa.

Leia mais: Coronavírus: IsCool App como alternativa para suspensão das aulas

Dicas de ferramentas e recursos

Além de aplicativo de comunicação escolar, como é o caso do IsCool App, as instituições de ensino têm à disposição recursos on-line que podem ser utilizados gratuitamente, por conta da pandemia, para auxiliar nos estudos domiciliares e manter o calendário escolar de dias letivos.

Para auxiliar professores e equipe pedagógica nesse trabalho, o blog IsCool App selecionou algumas opções para ajudar as escolas nesse período de quarentena:

Confira abaixo algumas ferramentas e recursos que podem ser utilizados pela sua escola:

Educacross: Plataforma de Ensino-Aprendizagem e Avaliação de Lógica e Matemática, disponível para escolas públicas e privadas. Atende alunos do Ensino Fundamental, anos iniciais. Durante a paralisação das aulas, serão disponibilizadas as trilhas diárias de jogos “ESTUDO EM CASA”, gratuitamente nesse período.

De acordo com a CEO e cofundadora da Educacross, Erica Stamato, a plataforma oferece pelo menos duas condições ideais para esse momento.

“Por ser digital, rompe com a questão do isolamento. Além disso, desenvolve a autonomia da criança, uma vez que a aprendizagem é lúdica e envolvente”, diz ela.

Segundo ela, os jogos da plataforma cumprem as habilidades descritas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Ensino Fundamental I completo.

“Nós reunimos gameficação, jogos e gestão do conhecimento com análise do desenvolvimento da criança em tempo real”, completa.

Stoodi: Plataforma de estudos para alunos que estão se preparando para o Vestibular, disponibilizando videoaulas, exercícios e resumos da maneira organizada. Para que os estudantes não tenham seus estudos prejudicados nesse período, a plataforma liberou temporariamente o acesso gratuito a todas as videoaulas e exercícios com correção em vídeo.

Google Classroom: O Google Classroom ou Google Sala de Aula ajuda a comunicação entre as turmas, economizando tempo e mantendo as salas organizadas. Para ter uma Google Sala de Aula, a escola precisa se inscrever em uma conta gratuita do G Suite for Education que permite que as escolas decidam quais serviços do Google os alunos poderão usar e fornece proteções adicionais de privacidade e segurança importantes.

Inclusive, o Google criou um tutorial para professores que não estão habituados com suas aplicações. O tutorial ainda não está totalmente disponível em português, mas a maioria das aplicações já conta com o conteúdo traduzido, além de serem bastante intuitivas.

Moodle: É um sistema de gestão de aprendizagem on-line bastante conhecido no mundo acadêmico e que permite inserir vídeoaulas e outras funcionalidades. É gratuito para classes com menos de 50 alunos. Pode ser utilizado tanto para aulas de disciplinas básicas, como também de aulas extras: educação física, música, judô, capoeira, ballet, entre outros.

Outras aplicações úteis:

Canva: Aplicativo que permite criar diversos tipos de design, com qualidade profissional e de forma gratuita. A ferramenta já disponibiliza vários templates de apresentações, infográficos e vídeos. Alguns elementos são pagos.

Popplet: Sistema on-line para criação de mapas mentais. Na versão gratuita, permite a criação de até 10 mapas que podem ser salvos e disponibilizados por PDF ou pelo link da própria aplicação. Para disponibilização via link, o mapa mental deve ser colocado na opção “pública”. Para utilizar esta aplicação o flash deve ser autorizado no navegador. Possui tutorial em Português.

Pixton: Plataforma para a criação de História em Quadrinhos (HQ). Pode ser orientado para que os alunos criem seus próprios quadrinhos e compartilhem através de link. Para disponibilização via link, a HQ deve ser colocada na opção “pública”. A versão gratuita permite até 50 alunos e a criação de múltiplos quadrinhos por até 15 dias.

No site da Unesco, você também encontra outras dicas de ferramentas que podem ser utilizadas como recurso para a educação à distância.

A Humus, empresa que atua no segmento educacional, também fez uma compilação com os melhores conteúdos que têm sido disponibilizados gratuitamente. Acesse aqui.

E a sua escola? Está utilizando quais ferramentas para o ensino em casa? Conte pra gente nos comentários!

Leia também:

IsCool App é destaque no Jornal da Globo

IsCool App lança o módulo Lição de Casa

Coronavírus: IsCool App como alternativa para a suspensão das aulas

Com os alunos em casa, aplicativo de comunicação escolar pode diminuir o impacto causado pela distância

Diante de possíveis casos de Coronavírus no ambiente escolar, grande parte das escolas começou a suspender gradativamente as aulas presenciais desde segunda-feira (16/03), tendo como apoio o uso de ferramentas tecnológicas para a comunicação com as famílias e educação à distância. É o caso do IsCool App que auxilia o envio de comunicados da escola durante esse período.

De maneira geral, as escolas estão seguindo as orientações de contingenciamento da Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep) que prevê a suspensão gradativa das aulas até chegar à suspensão total, a partir de hoje, 23/03.

“O nosso objetivo principal é preservar a integridade dos alunos e, consequentemente, diminuir o impacto no calendário letivo”, diz o presidente da Fenep, Ademar Batista Pereira, em comunicado oficial.

Além dos avisos enviados pelo aplicativo, a escola também poderá utilizar o módulo Lição de Casa do IsCool App como recurso para auxiliar os alunos que não frequentarão a escola nas próximas semanas. Esse módulo permite que o professor envie facilmente a tarefa de casa através do aplicativo. Inclusive, fizemos recentemente um post falando sobre as vantagens desse módulo.

Saiba mais: IsCool App lança módulo Lição de Casa

Leia também: 10 dicas de como manter os alunos protegidos do Coronavírus

A ferramenta ideal para a informação certa

Entenda como as principais funcionalidades do IsCool App podem auxiliar o colégio neste momento de combate ao Coronavírus:

Feed de notícias: Ideal para publicar informativos em tempo real a toda comunidade e de uma vez. Fica disponível logo que o pai abre o aplicativo e, por isso, também pode conter informações gerais, como dicas em formato de texto, fotos e vídeos.

Comunicados: Mensagem direta e privada aos pais de um aluno ou turma específica. Pode ser enviada também a colaboradores e toda comunidade escolar de uma vez. Pode conter, além de texto, imagens, fotos e arquivos. Também oferece notificação push para que os pais estejam atentos às últimas atualizações do colégio quanto ao tema COVID-19.

Lição de casa: Disponibiliza as tarefas e atividades pedagógicas que os alunos poderão fazer durante o período de suspensão das aulas, caso o colégio opte por aplicar algum nível de educação a distância e apoio da tecnologia remota no aprendizado.

Calendário: Cria eventos específicos, como o dia de retorno das aulas, e se integra com a agenda do celular do pai, para reforçar a importância da data, além de enviar notificação via push.

Atendimento: Disponibiliza, de maneira organizada, os múltiplos canais de atendimentos e setores do colégio via chat, telefone ou e-mail. Pode ser uma rápida e fácil solução para atender às dúvidas dos pais em relação aos procedimentos de contenção ao Coronavírus.

Aumento de mais de 100%

Desde que a pandemia de Coronavírus (COVID-19) forçou as escolas a suspenderem as aulas em alguns estados do País, aumentou em mais de 100% a busca por aplicativo de comunicação escolar via mobile.

O IsCool App recebeu o dobro de novos pedidos desde segunda-feira (16), quando as escolas iniciaram a suspensão das aulas.

De acordo com a gerente de produtos e novos negócios do IsCool App, Tálita Barão, as escolas necessitam de um meio de comunicação rápido e eficaz, especialmente nesse momento sem precedentes.

“A agenda de papel perdeu a utilidade uma vez que os alunos estão em casa. É preciso que a escola tenha uma ferramenta rápida e eficaz de interação com as famílias, diminuindo o impacto da distância”, diz ela.

Módulo Lição de Casa

Além dos novos pedidos para implementar o aplicativo, o IsCool App também teve um aumento de interesse em relação ao módulo Lição de Casa. O Colégio Objetivo de Nova Odessa (SP), que já é cliente do IsCool App, foi uma das escolas que optaram pela utilização do módulo.

Segundo o assessor de comunicação do colégio, Bruno Aguiar, com o aplicativo ficou mais fácil manter contato direto com os alunos e responsáveis neste período de pandemia do COVID-19.

“As aulas, por hora, estão suspensas, mas os professores do colégio estão empenhados, realizando vídeo aulas para que os alunos não sejam prejudicados pedagogicamente”, relata ele.

Todos os alunos receberão orientações, conteúdos de revisão e conteúdos complementares através do módulo Lição de Casa.

Suspender as aulas não é uma medida adotada apenas no Brasil, mas no mundo todo. Segundo levantamento da Unesco, 105 países fecharam escolas e instituições educacionais em todo o país, impactando mais de 897,1 milhões de crianças e jovens.

Outros 11 países, entre eles o Brasil, implementaram fechamentos localizados em áreas de maior risco de contaminação e, se esses fechamentos se tornarem nacionais, dezenas de milhões de alunos também sofrerão interrupções na educação.

Através do site da instituição, é possível ver o mapa de monitoramento de alunos afetados pelo fechamento das escolas em decorrência do COVID-19. No site, também está à disposição uma lista de plataformas e mecanismos de aprendizagem à distância para compensar a perda de horário letivo.

IsCool App é destaque no Jornal da Globo

Busca pelo aplicativo duplicou no período de suspensão das aulas e foi tema de matéria de jornal televisivo

O IsCool App foi destaque no Jornal da Globo, jornal televisivo noturno transmitido pelo canal Globo no dia 22 de março. O tema da matéria foi como a tecnologia está auxiliando os alunos durante a suspensão das aulas por conta da Pandemia de Covid-19 (Coronavírus) .

A matéria mostrou como as empresas de tecnologia e de educação têm se mobilizado para dar acesso a conteúdos que podem ser acessados de casa. Isso para minimizar os impactos na educação do aluno, aproveitando o tempo da quarentena para aprender.

A reportagem começou exibindo a visão prática da plataforma do IsCool App,  relatando que a procura pelo aplicativo dobrou nesse período.

O IsCool App ganhou ainda mais voz com a fala da gerente de produtos e novos negócios, Tálita Barão, sobre como as escolas podem utilizar o aplicativo para o envio de comunicados, lições de casa, links de matérias, vídeos e fotos.

Você assiste à matéria completa feita pela jornalista Marina Araújo em nosso canal do Youtube. Confira abaixo:

5 funcionalidades do IsCool App para começar 2020 com tudo

O IsCool App trabalha em novos recursos constantemente e algumas funcionalidades vão te fazer se perguntar: por que não usei isso antes?

O ano novo já começou e sua escola pode – e deve –  melhorar ainda mais a comunicação com os pais. Quer saber como? Utilizando o aplicativo IsCool App. Mais do que uma agenda eletrônica ou um aplicativo de troca de mensagens através do celular, o IsCool App facilita a forma com que a escola se relaciona com as famílias.

Entre as diversas funcionalidades, vamos citar 5 para você começar 2020 com tudo! Confira:

1.Matrícula e rematrícula por assinatura digital

O IsCool App possui módulo de matrícula e rematrícula através do aplicativo, amparado num processo rápido e seguro de assinatura digital certificada de documento. Diferente de um simples aceite, a assinatura digital garante integridade e validade jurídica do documento pelo uso de algoritmos e criptografia.

Entre as vantagens, estão:

  • Campanhas de matrícula e rematrícula mais curtas;
  • Amparo legal aos pais e ao colégio;
  • Documento com integridade protegida por múltiplos pontos de autenticação do signatário;
  • Acesso ao documento a qualquer momento.

O módulo de matrícula é um exemplo da evolução do aplicativo, segundo a Gerente de Produto e Novos Negócios, Tálita Barão.

“Aqui no IsCool App, a gente inventou a matrícula pelo celular com toda segurança da assinatura digital certificada”, revela.

De acordo com Tálita, as escolas estão aproveitando essa funcionalidade, economizando tempo da equipe, papel e espaço.

“É mais uma prova que a gente está antenado com que o mercado precisa”.

2. IsCool Sync

O módulo  IsCool Sync integra o aplicativo ao seu sistema de gestão. De maneira automatizada, os dados são lançados apenas uma vez no sistema e atualizados diretamente na plataforma do IsCool App. Isso significa muito mais facilidade para a equipe e garantia de integridade dos dados.

“O IsCool Sync é uma ferramenta do IsCool App que possibilita integração com diversos sistemas de gestão. Para isso, a gente conta com um time exclusivo que oferece implantação e suporte às escolas”, explica João Rocha, Líder técnico do IsCool Sync.

Entre as vantagens, estão:

  • Envio automático de boletos pelo aplicativo (PDF, link e linha digitável);
  • Controle de entrada e saída: informa automaticamente o registro dos alunos pelas catracas;
  • Envio de boletins de notas, faltas e ocorrências lançadas no sistema.

Sem contar a facilidade que os pais encontram em ter todas as informações sobre o filho em um mesmo canal.

“Consideramos a segurança da informação algo fundamental para a escola e aos pais dos alunos, sendo assim o IsCool App possui uma plataforma segura já em processo de adequação à ISO 27001  e à LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados)”, enfatiza o gerente de TI, Rafael Cruz.

3. Ícone do Colégio na tela inicial

Fortaleça sua marca e agregue ainda mais importância ao aplicativo inserindo o ícone com logo do seu colégio na tela inicial do celular de cada usuário. Ao invés do usuário clicar no logo do IsCool App para abrir o aplicativo, irá clicar no logo da sua escola.

“Além disso, o colégio pode personalizar a interface com a sua marca e cores, fortalecendo ainda mais a imagem da escola”, comenta o designer do IsCool App, Gleidson Pestana.

Vale lembrar que o design intuitivo e de fácil navegação para os pais faz com que o IsCool App tenha uma forte aceitação.

4.Multi-idioma

Sua escola oferece ensino bilíngue? Então, que tal estender o segundo idioma também para a comunicação com as famílias? O IsCool App está disponível em quatro idiomas: português, inglês, espanhol e alemão.

5.Chegando

O módulo Chegando organiza a saída dos alunos de maneira simples e segura. O responsável avisa quando estiver saindo para buscar o aluno, o colégio recebe a notificação de sua proximidade, o professor ou a portaria avisa a criança e prepara para a saída.

Entre as principais vantagens, estão:

  • Maior segurança;
  • Menos trânsito;
  • Redução do tempo de espera;
  • Agilidade dos colaboradores da portaria;
  • Não monitora o trajeto do responsável pelo aluno;
  • Funciona em background.

Algumas dessas funcionalidades citadas acima são desenvolvidas sob medida, por isso, consulte-nos para obter mais informações a respeito.

Diferenciais do IsCool App

De acordo com o presidente Ramin Shams, da School Picture, empresa que deu origem ao produto IsCool App, quando se fala em educação, um dos elementos mais importantes é como a escola se comunica com as famílias.

“Hoje, o IsCool App é um dos maiores players do mercado, atendendo as melhores instituições educacionais do país com o mesmo DNA de excelência em atendimento e relacionamento, que já é tradição da School Picture”, diz ele.

Como um dos diferenciais, o foco em relacionamento se dá em todas as interações com o cliente: no suporte, na operação, na área comercial, no desenvolvimento do produto.

“Em geral, as empresas têm orgulho de dizer que possuem foco em atendimento ao cliente. Aqui no IsCool App é diferente. Nossa cultura é de relacionamento com o cliente. É claro que todo mundo é bem atendido, mas ao longo dessa interação, é construído um relacionamento. Essa é a cultura da School Picture e a gente trouxe isso para o aplicativo”, afirma Tálita Barão.

E completa: “O IsCool App evolui muito, é bastante completo e tem diversas funcionalidades que facilitam a comunicação entre a escola e a família e entre a família e a escola”,

Outro diferencial é o departamento Sucesso do Cliente, uma equipe exclusiva de trabalho com foco no resultado do cliente, incluindo acompanhamento contínuo em prol da adesão dos usuários e boas práticas do uso da plataforma.

“O departamento Sucesso do Cliente vem com o intuito de auxiliar os colégios a alcançarem um melhor relacionamento com os responsáveis”, conta Ghabriel Daniel, do Sucesso do Cliente.

Para 2020, o aplicativo trará novas funcionalidades que serão anunciadas em breve através dos canais de comunicação da empresa. Afinal, um bom produto de tecnologia está em constante evolução.  

“Unimos a velocidade, criatividade e inovação de uma startup com a segurança, confiabilidade e tradição de uma empresa que tem mais de 30 anos no mercado brasileiro”, reforça a diretora executiva da School Picture, Andréa Pitoli.

Para saber mais sobre as demais funcionalidades do IsCool App, acesse nosso site e acompanhe nossas redes sociais no Instagram, Facebook e Twitter: @iscoolapp

BNCC na escola: como o professor pode implementar

2020 chega e ainda há uma sensação de dúvida entre educadores sobre a implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) nas escolas.

De acordo com cronograma do Ministério da Educação e Cultura (MEC) os currículos de ensino devem estar adequados à luz da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), no máximo, até o início do ano letivo, para que já sejam utilizados nas escolas. Porém, ainda há uma sensação entre os docentes de que a implementação da Base será difícil.

“A BNCC só funciona se tivermos um bom professor”, declarou Pedro Demo, técnico de planejamento e Pesquisa do IPEA e professor da Universidade de Brasília, durante palestra “A autoridade do professor e do aluno”, apresentada em julho desse ano, em Porto Alegre.

“Esse é o grande desafio: como conseguir que os professores entrem no século 21. Sejam autores, cientistas e pesquisadores, para puxar o estudante para o protagonismo de sua sociedade”.

Pedro Demo foi um dos palestrantes do 15° Congresso do Ensino Privado Gaúcho, evento organizado pelo Sinepe – RS que contou também com o IsCool App na área de expositores. Inclusive, já postamos no blog a cobertura do Congresso e Feira. Se você ainda não leu, confira:

IsCool App é destaque no 15° Congresso do Ensino Privado Gaúcho

Vale lembrar que a BNCC é o documento que regulamenta quais são as aprendizagens essenciais que todo aluno, seja ele de escola pública ou particular, deve desenvolver. Foi uma construção conjunta do Ministério da Educação e Cultura (MEC) em parceria com estados e municípios, e contando com mais de 12 milhões de contribuições de educadores e especialistas nacionais e internacionais.

De pernas para o ar

“A BNCC virou tudo de pernas para o ar”, avaliou a pedagoga Priscila Boy, durante a palestra “A formação do professor na Perspectiva da BNCC”, no 15° Congresso do Ensino Privado Gaúcho.

“Não tem conteúdo isolado, não tem metodologia, não tem área, não tem componente. Precisamos entender esse novo caminho – desenvolver competências e habilidades – e ressignificar nosso trabalho”.

De acordo com a pedagoga, a BNCC é um documento normativo que define as aprendizagens essenciais. “Por isso, posiciona-se na perspectiva de competências e habilidades. A habilidade traz dentro dela o conteúdo: ele não sai de cena, está lá, mas dentro de um contexto”.

A BNCC traz as aprendizagens essenciais a alcançar, segundo Priscila Boy. “A estrutura está posta. Temos dez competências gerais que seguem todas as etapas, da Educação Infantil ao Ensino Médio”. Inclusive, o blog do IsCool App já publicou um especial sobre a BNCC. Saiba mais em:

A palestrante acrescenta que a BNCC traz um olhar especial sobre:

  • A influência da tecnologia no cenário político;
  • O papel da mulher;
  • O combate ao racismo.

“Estudar não é suficiente, precisamos fazer os alunos proporem ações concretas para dirimir as desigualdades”, diz Priscila.

Da Educação infantil ao Ensino Médio

Segundo o MEC, a BNCC é o instrumento que ajudará a promover a qualidade e a equidade, garantindo que toda criança e jovem brasileiro tenha os mesmos direitos de aprendizagem, independentemente de onde estuda. Além disso, a Base é o que irá nortear os currículos dos estados e municípios de todo o Brasil.

Porém, alguns pontos ainda trazem dúvidas aos educadores e merecem ser discutidos. Afinal, a educação infantil é uma importante etapa na formação escolar, tanto que foi lançado o documentoBNCC na educação infantil com orientações para gestores municipais”.

De acordo com Priscila Boy, a educação infantil mudou radicalmente: em vez de áreas, há campos de experiências.

“A BNCC abre o texto, dizendo ‘na Educação Infantil a criança viveu experiências; vamos fazer uma retomada dos campos.’  Quer dizer: você está recebendo uma criança. Calma! Ela não sabe ler ainda ou sabe pouca coisa. Ela viveu experiências, criou hipóteses, acha que “guardanaple” é guardanapo e agora você tem dizer para ela que não é”.

No Ensino Fundamental , temos a perspectiva do aluno como protagonista e não só usuário. “Isso vai exigir uma mudança de postura, na forma de organizar, na forma de avaliar”. Já no ensino médio, não haverá mais posicionamento por componente curricular, como no Ensino Fundamental. “Está parecido com o Ensino Infantil, porque as áreas dialogam o tempo inteiro, e tem uma parte flexível, que o aluno vai escolher”, explica Priscila.

E completa: “Se você não dominar o conteúdo daquele componente, não vai fazer um itinerário assertivo”. Segundo o Censo Escolar, 12,7% dos alunos da 1ª série do Ensino Médio abandonaram os estudos entre 2014 e 2015, no Brasil. A evasão é um dos problemas do Ensino Médio atual e também um dos desafios para a implementação da BNCC.

Diante desse cenário ainda nebuloso, algumas iniciativas estão surgindo para apoiar o professor em sala de aula nesse momento de transição para a BNCC. Afinal, como vimos, caberá ao professor a missão de ensinar e incentivar os alunos nesse novo capítulo da educação brasileira. É o caso do e-book E-Nave 2 que reúne diversas práticas pedagógicas para inspirar educadores.

Poesia visual, design thinking, modelagem 3D, memes, além de experiências que trabalham a trajetória e a identidade dos estudantes. Essas são algumas das ideias apresentadas no livro. O e-book sistematiza atividades mão na massa que foram testadas e desenvolvidas por educadores do NAVE (Núcleo Avançado em Educação) em duas escolas públicas, no Rio de Janeiro (Colégio Estadual José Leite Lopes) e no Recife (Escola Técnica Estadual Cícero Dias).

Baixe gratuitamente o e-book no site Oi Futuro

Distribuído gratuitamente por meio da Plataforma Integrada de Recursos Educacionais Digitais do MEC e pelo site do Oi Futuro, o e-book apresenta estratégias para engajar o aluno do século 21, incluindo atividades mão na massa, voltadas para todas as áreas do conhecimento e componentes curriculares, da formação básica ou profissional e tecnológica.

IsCool App melhora comunicação entre famílias e Teresiano

Colégio do Rio de Janeiro- RJ melhorou muito a comunicação em relação às famílias, principalmente notícias que precisam ser dadas com maior rapidez

A rapidez com que a escola pode se comunicar com os pais através do aplicativo IsCool App é um dos pontos levantados pelo Colégio Teresiano, do Rio de Janeiro. Um exemplo recente foi quando houve uma chuva muita forte na capital carioca e a escola precisou avisar as famílias ainda durante a madrugada para que não viessem no dia seguinte, pois o rio que perpassa a escola havia transbordado.

Segundo a diretora Glória Fátima Costa do Nascimento, nesse momento o IsCool App foi de uma funcionalidade brilhante.

“O uso do aplicativo aqui no colégio melhorou muito a comunicação em relação às famílias e coordenações e principalmente notícias que temos que dar com maior rapidez”.

O colégio, que está localizado no bairro da Gávea em meio à natureza exuberante da cidade maravilhosa, utiliza o e-mail para se comunicar com os pais, além do IsCool App.“É uma forma híbrida. Mas a nossa tendência é ficar somente com o aplicativo, porque o cotidiano tem ficado muito mais fácil no que concerne a comunicação”, afirma.

Para a diretora, o aplicativo trouxe mais tranqüilidade através de uma comunicação mais direcionada e fluida entre os pais e a escola. “Seja a família que quer falar alguma coisa com as diferentes coordenações. Ou as coordenações que querem comunicar algo de mais imediato a essa família”.

Já utilizando o IsCool App desde o ano passado, a diretora do Colégio Teresiano avalia que é um meio de comunicação recente. E completa: “Ele é novo, principalmente para o universo escolar, mas a gente percebe que foi um acerto adotado e cada vez mais queremos aprofundar essa experiência e otimizar essa relação com o IsCool App”.

Análise através do Dashboard

Por meio de um painel exclusivo, o administrador do colégio acompanha os dados referentes ao uso do IsCool App de forma prática e em tempo real. É possível visualizar a eficácia dos comunicados, o engajamento dos pais e alunos e as taxas de adesão.

O dashboard é uma excelente ferramenta para conhecer mais sobre os hábitos das famílias e identificar, por exemplo, os melhores horários para postagens ou o tipo de conteúdo que mais lhes agrada.

Segundo a Assessora de Tecnologia Educativa, Patrícia Siffert, através do dashboard do IsCool App, o colégio passou a entender o comportamento das famílias.

“A gente começou a estudar quando o público navega e percebemos que os pais fazem a leitura mais no período da noite, quando chegam do trabalho. Isso tem sido muito interessante e temos trabalhado em cima desses dados”, revela.

Inclusive, já fizemos um post sobre as melhores práticas de uso do IsCool App em nosso blog, incluindo o acompanhamento do Dashboard. Se você ainda não leu, confira:

Guia de boas práticas do app escolar

No Colégio Teresiano, a comunicação com os pais através do aplicativo é segmentada de acordo com cada setor da escola. “O setor de tecnologia é responsável pelo envio de comunicados de eventos externos, como Festa Junina e Dia dos Pais. Já a secretaria fica responsável pela comunicação formal, como, por exemplo, matrículas”, explica Patrícia.

Cada coordenação, do Ensino Infantil ao Ensino Médio, fica responsável também pelo envio dos comunicados às famílias. “O que a gente está buscando agora é uma unidade maior dessa comunicação interna e o próprio aplicativo está ajudando a perceber que essa unidade é necessária”.

A comunicação com os pais ainda é realizada também pelo e-mail, mas, segundo Patrícia, cada vez mais as famílias estão aderindo a comunicação pelo IsCool App por conta da rapidez com que recebem as informações. “A adesão dos pais é uma questão mais cultural, do que tecnológica. Assim, optamos não mudar de aplicativo, até porque isso não passa confiança para as famílias”, lembra.

Para Patrícia, o IsCool App é uma empresa flexível e que busca aderir as necessidades da escola. Além disso, o aplicativo conta com diversas funções Para saber mais, basta dar uma olhada no site www.iscoolapp.com.br.

No YouTube

Confira os depoimentos completos da diretora geral do Colégio Teresiano, Glória Fátima Costa do Nascimento e da assessora de tecnologia educativa, Patrícia Siffert, no canal do IsCool App, no YouTube.

Sobre o Teresiano

O Colégio Teresiano, localizado na cidade de Rio de Janeiro – RJ, é uma instituição católica de ensino particular que atua com a missão de oferecer uma educação básica de qualidade e excelência para os seus alunos, contribuindo não só para a formação intelectual das crianças como, também, para a cidadã.  

O colégio, que atende do berçário ao vestibular, foi criado em 1956 como Colégio de Aplicação da PUC-Rio. Ao longo de mais de sessenta anos, consolidou-se como uma escola sempre preocupada com a renovação pedagógica e sensível aos desafios da sociedade contemporânea.

IsCool App e School Picture marcam presença no GEE 2019

Confira detalhes da edição de 2019 do Grande Encontro da Educação (GEE), que aconteceu nos dias 17 e 18 de junho

O evento GEE – Grande Encontro da Educação 2019 reuniu cerca de 600 participantes, entre gestores escolares e coordenadores pedagógicos, em torno do tema “A educação básica na era do Big Data”. As marcas School Picture e IsCool App marcaram presença no encontro como patrocinadores especiais, sendo a segunda participação no evento.

O GEE 2019 abordou a influência das novas tecnologias e do Big Data para o futuro da educação. Palestrantes convidados apresentaram tendências sobre a otimização do armazenamento de dados das instituições de ensino, além de novas maneiras de aprendizagem. Durante o intervalo das palestras, os visitantes puderam conhecer algumas inovações tecnológicas e educacionais através de expositores do setor.

Oportunidade de relacionamento

Entre os expositores, IsCool App e School Picture apresentaram as novidades em módulos e produtos respectivamente.

“Para nós, o GEE é uma ótima oportunidade de nos relacionar com colégios que são ou não parceiros, discutindo e conversando sobre as novidades no ramo da educação“, avaliou Débora Cavallaro, analista de negócios do IsCool App.

As novas funcionalidades do IsCool App, por exemplo, foram demonstradas aos participantes do evento, como a Galeria de Fotos, que proporciona aos pais a comodidade de acompanhar seus filhos através de imagens capturadas durante eventos, passeios e rotina escolar. Assim como o módulo de Matrículas que permite à direção da escola efetuar a matrícula dos alunos através do aplicativo, com recolhimento da assinatura digital do responsável, com validade jurídica.

O módulo Matrícula, inclusive, tem tido grande aceitação por parte dos colégios, que enxergam uma oportunidade de reduzir o volume de contratos impressos, economizando com impressão em papel e, de quebra, colaborando com o meio ambiente.

Big Data e as novas tendências da educação

Nos dias de hoje, muito se fala no uso das tecnologias em sala de aula e já no primeiro dia do evento, os participantes puderam acompanhar esse tema através de palestras e painéis. Também assistiram que a democratização do conhecimento científico, citando como biologia, engenharia e ciência de dados podem mudar os rumos da educação escolar nos próximos anos.

O papel do professor em relação aos temas atuais, como Fake News (Notícias Falsas) foi ainda tema de palestra sobre as tecnologias digitais. O termo Big Data, que significa um grande volume de dados, gera impacto direto nos colégios. Por exemplo, o uso de dados pode ser ferramenta para avaliar e acompanhar o desenvolvimento dos escolares, ajudando a estabelecer metas individuais e coletivas. As competências para dominar esse universo de forma mais eficaz foram apresentadas aos participantes no primeiro dia do evento. 

Meio ambiente, Big Data e desenvolvimento sustentável: o papel das escolas, a Lei Geral de Proteção de Dados e metodologias ativas foram outros temas abordados no segundo e último dia do GEE. O palestrante Leandro Holanda, co-autor do livro Ensino Híbrido: Personalização e Tecnologia na Educação abordou o tema de metodologias ativas.

Segundo ele, “estudo sobre uso efetivo da tecnologia para o aprendizado demonstrou que não basta a tecnologia em si, mas que é necessário o uso guiado dessa tecnologia em sala de aula”, apontou ele.

Contradizendo o pensamento comum, Holanda apresentou dados sobre o estudo que provam que a maioria dos estudantes prefere realizar atividades práticas e resolver problemas a usar a tecnologia pura e simplesmente.

Por fim, o evento trouxe para a reflexão os movimentos mais recentes da educação sob a ótica das metodologias ativas de ensino na qual os alunos são protagonistas do conhecimento e o professor, um importante mediador. Também uma oportunidade para a comunidade acadêmica se encontrar, obter conhecimento e conferir as inovações tecnológicas do setor.

Galeria de fotos

Confira alguns dos momentos especiais vividos no estande do Grupo School Picture durante o Grande Encontro da Educação – GEE 2019

Galeria de fotos e seu poder de engajamento dos pais

A divulgação de imagens do dia a dia dos alunos em suas atividades está entre as ações que mais agrada aos pais usuários de aplicativo de comunicação escolar; conheça mais sobre essa funcionalidade e veja como seu colégio também pode se beneficiar dela

Não basta ser expectador, tem que participar, mesmo que à distância e mesmo que pelo celular. Ao consultar os pais e responsáveis de centenas de colégios parceiros sobre o que os faz interagir mais com o aplicativo de comunicação escolar, a resposta é unânime: fotos.

Durante o intervalo do almoço ou ao final de um dia cansativo de trabalho que parecia nunca ter fim, poder visualizar imagens dos filhos em atividades e pequenas conquistas diárias se torna uma agradável surpresa. Graças ao advento dos aplicativos de comunicação escolar e da substituição da agenda física, essa singela ação tem se tornado cada dia mais valorizada, tanto pelos pais, que se sentem mais próximos dos alunos, quanto para o colégio, que passa a se apoiar nessa estratégia para estabelecer uma comunicação de qualidade com as famílias.

Nessa esfera, e considerando a frase popular que afirma que “uma imagem vale mais que mil palavras”, os apps de comunicação vêm se especializando em entregar aos colégios a melhor ferramenta de organização e visualização de fotos. É o caso do IsCool App, o aplicativo de comunicação escolar com maior número de funcionalidades do mercado e que se firma como uma importante solução de gestão para as instituições de ensino.

Além de já contar com a possibilidade de envio de fotos via mensagem a grupos ou usuários individuais e também via publicação no feed de notícias (uma espécie de mural digital do colégio no celular), o IsCool App oferece a opção de o colégio criar galerias de imagens completas para registro de qualquer tipo de atividade em tempo real. Chamada no menu principal de “fotos”, a funcionalidade tem acesso fácil por parte dos pais e um design flat e intuitivo para que as informações se mantenham organizadas. Uma terceira ferramenta voltada para fotos e registro de atividades exclusivamente por imagem dentro do app.

Uma galeria para cada atividade

A funcionalidade “fotos” permite criar título e uma breve descrição da atividade, tanto no álbum como para cada foto, introduzindo o tema aos pais e usuários que receberão acesso àquela galeria. É possível, até, desenvolver um verdadeiro storytelling das atividades, levando o responsável a entrar no clima do tema, seja ele um passeio pedagógico, uma aula diferente, um evento interno ou mesmo o registro de uma festa de homenagem.

Empolgados com a possibilidade de participar, mesmo que à distância, os pais podem não só visualizar as fotos como baixar os arquivos e compartilhar esses momentos únicos com familiares e amigos. Ao longo do ano, o material divulgado se torna um rico conteúdo histórico do ano letivo do estudante.

No IsCool App, cada galeria pode ser atribuída a um colaborador para edição do conteúdo e, na sequência, ser divulgada a usuários específicos individualmente ou em turma. Com sistema baseado em nuvem, o upload das imagens se torna uma tarefa rápida e fácil e que pode ser efetuada pela versão desktop ou pelo celular. Por isso, é possível que o professor consiga, por exemplo, fazer fotos de registro de uma atividade e postar imediatamente na galeria. Ou, se preferir, ir construindo o álbum ao longo de um período para só então publicá-lo completo.

Mais reforço para o marketing escolar

O Blog do IsCool App já trouxe diversas matérias sobre a importância do engajamento familiar no desenvolvimento do aluno e de como melhor utilizar as ferramentas do app de comunicação para auxiliar nessa tarefa. A galeria de fotos surge, portanto, como mais uma funcionalidade essencial na missão de fortalecer a imagem do colégio perante seus clientes.

A cada atividade registrada, de maneira que também seja considerada uma freqüência saudável e interessante de postagens (sem tornar as postagens repetitivas e maçantes), o colégio aumenta as chances de ser bem avaliado nas pesquisas de satisfação. Ao divulgar detalhes que vão desde a organização do ambiente à complexidade do conteúdo trabalhado em sala, o nome da instituição passa a ser mais lembrado e defendido pelos pais. E o melhor: sempre associado a um momento feliz!

A dica é se atentar à qualidade das fotos, com uma edição rápida para torná-las ainda mais valorizadas no quesito cor e enquadramento, e alternar a publicação com imagens de interações em turma e momentos de desenvolvimento individual. Vale pensar, inclusive, em estratégias específicas, como galerias de fotos de alunos ou pastas temporárias, baseadas em temas quentes do cronograma pedagógico.

Faça um teste dessa funcionalidade

Quer conhecer mais sobre o módulo fotos do IsCool App e entender como ele pode te ajudar a potencializar o engajamento dos usuários na prática? Clique aqui e peça por um teste da ferramenta diretamente com a equipe IsCool App.

Conheça, também, outras ferramentas que podem auxiliar você e sua equipe na gestão da comunicação dentro da sua instituição acessando o site do aplicativo que conta com maior número de funcionalidades do mercado.