Você sabe como escolher um app de comunicação para o seu colégio?

Com diversas opções no mercado e os mais variados discursos comerciais, o alerta é para que o colégio mantenha o foco em suas necessidades e desconfie de falas prontas recheadas de termos de marketing e comparativos unilaterais

Dicas de como escolher o melhor aplicativo de comunicação escolar

Munidos de inúmeras funcionalidades que facilitam a rotina escolar, os aplicativos de comunicação, há tempos, já deixaram de ser um diferencial para a instituição, mas, sim, se tornaram uma necessidade. Entretanto, são muitos os colégios que ainda estudam a melhor opção entre os players de mercado ou são tentados a substituir a ferramenta que já contrataram. Se o seu colégio se encaixa em um destes dois cenários, então aqui seguem cinco dicas importantes para que a sua escolha seja livre de discursos tendenciosos e que a sua instituição seja, ao final, a maior beneficiada pelo contrato.

1) Construa sua própria planilha de avaliação

Com tantas opções, é importante criar um documento (planilha) para que sejam comparadas as funcionalidades de cada produto. Entretanto, esse processo só é válido se ele for feito pela sua instituição e de maneira bilateral, onde a comissão toda que será responsável pela administração possa opinar. Não adianta copiar a planilha de um colégio concorrente ou parceiro e nem se basear em planilhas comparativas oferecidas pela própria empresa prestadora do serviço, que escondem informações capciosas. Assim, você não corre o risco de ver a mesma funcionalidade apenas com nome diferente.

2) Não deixe de testar os aplicativos e todas as suas funcionalidades

Tendo definido suas necessidades enquanto escola, então é hora de testar cada um dos aplicativos que mais te agradou até o momento. Hoje, a maioria dos aplicativos permite que o colégio utilize a ferramenta por um período, sendo que alguns até auxiliam durante os testes, em simulações bastante completas. Deixe que mais de uma pessoa dentro da sua equipe simule todas as ferramentas do app, por exemplo, a coordenação, o marketing e a direção. Aproveitem para fazer todas as perguntas ao fornecedor e, o mais importante, testem mais de um aplicativo. Não se esqueça que itens como experiência do usuário, design amigável e acessibilidade são importantes, principalmente por influenciarem diretamente a opinião do usuário final, no caso, pais e alunos.

3) Cuidado com o discurso puramente comercial

Falar em aplicativo de comunicação é também falar do universo das startups, que vem recheado de novos e complexos termos e um discurso afiado de marketing, que não necessariamente vai se refletir em um produto capaz de atender sua escola nas necessidades do dia a dia. Muitas vezes, belas falas, exposição demasiada na internet e promessas podem esconder falhas no atendimento pós-contrato e um conhecimento técnico raso quando o assunto é o funcionamento de um aplicativo para a área de educação, na qual a maioria delas não tem nenhuma experiência. Nem precisa dizer que, na prática, a empresa pode não conseguir se sustentar na entrega de um bom produto e na busca por soluções personalizadas para seu colégio, ou ainda, em manter o compromisso em oferecer melhorias futuras.

4) Experiência conta, e muito!

Você pode até ter uma certa preferência levando em consideração o tratamento comercial que teve até o momento, mas não se engane com o famoso discurso de vendedor. Muitas vezes, essa fala pode atrapalhar a avaliação de itens importantes, como a estrutura física do aplicativo, o nível dos profissionais contratados, a rotatividade dos funcionários e a bagagem técnica e de mercado que a empresa possui. Procure saber, por você mesmo, se aquele discurso se reflete na prática, quais são os outros projetos da empresa na área, e quais os clientes atendidos hoje e se os mesmos estão verdadeiramente satisfeitos. Para um mercado cheio de peculiaridades como o da educação, experiência é sinal de segurança, relacionamento e comprometimento.

5) Desconfie de quem fala mal dos concorrentes

Como confiar em alguém que diz coisas negativas sobre o concorrente? O que te garante que ele também não fale sobre o seu colégio a outros colégios concorrentes? Desmerecer sua própria concorrência ou a do cliente é, sem dúvida, uma das piores práticas de mercado, porque não dá chance alguma de que o outro se defenda e planta a semente da dúvida em um mercado já carente de valores e boas práticas, como a veracidade e a elegância nas vendas. Mesmo assim, se uma informação desse tipo te deixar com a pulga atrás da orelha, basta pedir referências e falar pessoalmente com colégios que já utilizam aquela ferramenta, entendendo como ela funciona na prática.

Alerta a essas dicas e a todas as necessidades que seu colégio em particular tem, é hora de manter o foco na busca pelo aplicativo que melhor representará seu colégio junto aos pais e alunos em uma comunicação eficiente e sem ruídos.