IsCool App recebe visita técnica do Colégio Santa Marcelina para início das operações

Aplicativo está sendo implantado na tradicional rede de colégios localizados em nove estados do país; intenção é potencializar a comunicação entre a escola e os pais e alunos e eliminar a agenda física já a partir de 2018

Santa_Marcelina_IsCool App

O IsCool App recebeu, no dia 23 de novembro, a presença de representantes da Rede de Educação Marcelinas, que recentemente iniciou parceria para a implantação do IsCool App em todas as unidades do Colégio Santa Marcelina, para alunos do berçário ao Ensino Médio. O CIO Willians A. Coan, o coordenador de desenvolvimento de sistemas Cláudio Toshio Yamashita e o analista de sistemas Marcelo Cabral estiveram visitando as instalações do aplicativo e conheceram as equipes técnicas e administrativas para início das atividades.

Disponibilizando o IsCool App para mais de dez mil usuários, entre pais, alunos e colaboradores de unidades em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Bahia, a intenção é de transformar a comunicação dos colégios da rede já a partir do início do próximo ano letivo, inclusive, eliminando o uso de agendas de papel. “No entendimento da direção, esta é uma ferramenta muito importante para a comunicação. Hoje, dificilmente os pais lêem um e-mail, então, quanto mais rápido a informação chegar, mais rápido o usuário poderá tomar a ação com relação àquilo que ele está sendo orientado”, afirma Coan.

Após longa análise de comportamento de pais e alunos, o departamento de TI da rede Santa Marcelina mapeou as necessidades de cada unidade para implantação da tecnologia de comunicação mobile. Em seguida, iniciou-se uma pesquisa pela ferramenta ideal. “Fizemos o trabalho de envolvimento com todos os colégios sobre a aprovação de qual software deveria ser acolhido pela rede. Dentro dessa análise, o IsCool App foi aprovado e a ideia é que, em 2018, nós consigamos efetivar todo o processo dentro da rede”, explica Coan que, durante a visita técnica, pode alinhar detalhes da implantação.

A expectativa é de que resultados efetivos sejam colhidos desde o primeiro semestre de 2018 e que, até o final do ano, o saldo seja bastante positivo, promovendo a unificação da comunicação, fortalecimento da relação pai-escola e abolição das agendas físicas. Para isso, todos os setores da rede, desde a direção até o departamento de marketing, TI e educadores, trabalham em sinergia no projeto.

 

Sobre a rede

Fundado em 1912, a tradicional rede de colégios católicos conta com mais de 17 mil estudantes, espalhados por unidades nas cidades de Botucatu/SP, Belo Horizonte/SP, Muriaé/MG, Palmas/TO, Piraí do Sul/PR, Rio de Janeiro/RJ e São Paulo/SP. A rede atende alunos desde o berçário até a universidade, além do mais, conta com diversas obras socioeducacionais espalhadas pelo território nacional.