Como realizar projetos interdisciplinares

Com a ajuda da tecnologia e projetos interdisciplinares bem elaborados, é possível trabalhar temas importantes de maneira integral e efetiva

Projetos interdisciplinares é um tema cada vez mais comum no segmento educacional, mas ainda pouco explorado pelos colégios. Sabia que eles podem inspirar os educadores a usarem espaços de aprendizagem combinada como uma oportunidade para inovar, desenvolver e implementar as aulas de acordo com a BNCC (Base Nacional Comum Curricular)?

Mas coordenar todas as partes de um projeto interdisciplinar pode ser mais complicado do que parece. Afinal de contas, é necessário engajar não só alunos mas também os próprios professores. Antes de tudo, é importante estabelecer reuniões de planejamento regulares e certificar-se de que um professor de cada disciplina se junte à equipe. 

Nesse sentido, colaboração e comunicação são essenciais para desenvolver e implementar projetos interdisciplinares com sucesso. Pensando nisso, o blog do IsCool App reuniu alguns insights e dicas valiosas, o que pode ser um ponto de partida útil para desenvolver seu próprio projeto.

A seguir, confira cinco etapas importantes para desenvolver projetos interdisciplinares de maneira integral e efetiva. 

1. Escolha um tema baseado em problemas

Como escolhemos tópicos para projetos? Os professores ou alunos conduzem essa decisão? Ou os tópicos do projeto se revelam naturalmente?

É certo que os projetos mais produtivos são aqueles que surgem da forma mais autêntica possível, impulsionados por um problema social complexo e atual. Em geral, sabemos que vale a pena investigar um tópico quando nossos alunos mostram interesse nele e fazem perguntas genuínas sobre o assunto.

Em Diário de Inovações, do site Porvir, é possível buscar inspirações de professores que utilizaram a interdisciplinaridade nas suas aulas. O Porvir trata-se de uma plataforma de conteúdos e mobilização sobre inovações educacionais do Brasil.


2. Defina as perguntas essenciais

As perguntas essenciais podem ajudar o professor a manter o foco nos objetivos da unidade ou projeto e também estimular a investigação, a descoberta e as conexões significativas para os alunos.

Vamos imaginar que o tema escolhido foi a crise do Covid aqui no Brasil. Podemos desenvolver as perguntas da seguinte forma:

Questão essencial:

  • Como podemos entender e propor recomendações para lidar com a crise do Covid aqui no Brasil?

Questões Guia:

  • Como a crise do Covid-19 teve impacto em nossas vidas pessoais e na sociedade?
  • Como isso afetou a saúde das pessoas? A economia?

Solicitação de atribuição de projeto:

  • Quais são as três recomendações que você propõe para abordar e resolver a crise do Covid no Brasil?

As respostas dos alunos a cada uma dessas recomendações podem partir de suas explorações em aulas de matemática e ciências, por exemplo. 

3. Defina os objetivos

À medida que o professor trabalha para estabelecer suas próprias metas de projeto, deve considerar quais objetivos serão avaliados. No caso do exemplo do Covid-19, disciplinas como ciências, português e até matemática incorporam à redação de argumentos e habilidades. Cada professor das disciplinas envolvidas deve identificar os principais objetivos abordados no projeto.

4. Faça um planejamento retroativo para cada disciplina

Um projeto interdisciplinar se expande pelas disciplinas conforme, juntos, os professores identificam como os alunos podem complementar os componentes do projeto em suas aulas à medida que trabalham em seu produto final.

Assim, os professores devem identificar as principais habilidades e etapas para suas áreas de assunto para desenvolver uma sequência de lições por meio do planejamento retroativo a partir do produto final.

Os alunos também devem fazer conexões entre as disciplinas – por exemplo, na disciplina de matemática, podem analisar sobre pandemias ao longo da história, comparando os números de vítimas do Covid-19 e como esses dados estão relacionados aos dados de epidemias anteriores.

5. Desenvolva um produto de avaliação final

O produto final pode ser desde uma carta escrita pelos alunos a uma apresentação em vídeo. A forma não é o mais importante, mas sim o impacto positivo no aprendizado geral da turma. 

A apresentação final pode ser realizada por meio de ferramentas multimídia, como slides ou formato de vídeo. 

Para um projeto interdisciplinar os professores podem ainda utilizar formulários digitais para a interação com os alunos, como os já utilizados pelo aplicativo IsCool App. Desenvolver em sistemas familiares que já estão em uso é útil para qualquer projeto, especialmente aquele com este nível de colaboração interdisciplinar.

Vantagens dos projetos interdisciplinares baseados em problemas


Aqui estão alguns dos benefícios dos projetos interdisciplinares baseados em problemas:

  • Os alunos terão diante deles um trabalho desafiador e estimulante;
  • Os alunos poderão aprender muito sobre como sua comunidade é afetada por questões globais ou locais;
  • Os projetos interdisciplinares oferecem motivos reais para ler, pesquisar e discutir tópicos enquanto os alunos se preparam para desenvolver um produto do mundo real, como uma carta ou vídeo;
  • Preparar um produto para um público ou apresentação impulsiona a responsabilidade, o envolvimento e a conclusão de um projeto;
  • Ao analisar dados relevantes sobre suas próprias comunidades e desenvolver hipóteses, os alunos desenvolvem o pensamento crítico. Eles também podem se envolver mais na análise de dados, em suas aulas, como Ciências e Matemática;
  • Projetos interdisciplinares exigem dos alunos que sintetizem uma ampla gama de habilidades e avaliem problemas reais.

Projetos interdisciplinares: oportunidades infinitas

Eles não apenas mostram os benefícios da aprendizagem baseada em problemas mas como é empolgante trabalhar em várias disciplinas. Com os projetos em cena, é possível aumentar a colaboração interdisciplinar e trabalhar sem barreiras educacionais tradicionais, fornecendo uma porta de entrada para um trabalho estimulante e envolvente com os alunos. 

Vale lembrar que os problemas na sociedade podem impulsionar projetos interdisciplinares autênticos, fornecendo aos alunos tópicos relevantes que podem aumentar sua confiança, permitindo que eles sintam que têm mais consciência sobre questões atuais. Além disso, os projetos oferecem-lhes uma oportunidade de apresentar soluções para problemas que estão impactando suas comunidades atualmente.

Leia também no Blog do IsCool App

Por que tantas escolas têm eliminado as apostilas e aderido à Aprendizagem Baseada em Projetos?

Os desafios da educação socioemocional na nova realidade escolar

Aprendizagem Cooperativa: o estímulo à inteligência coletiva

Deixe uma resposta