Planejamento 2022: marketing escolar

Dicas para tornar seu planejamento de marketing escolar 2022 ainda mais eficiente

As estratégias de marketing escolar que costumavam funcionar para sua escola podem não funcionar nesse ano e no futuro porque o cenário mudou completamente. O marketing dentro do planejamento escolar 2022 deve ser adaptado ou mesmo reinventado inteiramente para atender às novas expectativas das famílias de hoje.

“Antes de iniciar o planejamento de marketing, é importante entender quais são as forças e fraquezas de sua escola a fim de avaliar possíveis ameaças e combatê-las e, também, de enxergar oportunidades para sua instituição de ensino crescer cada vez mais”. É o que propõe a autora do livro “Marketing escolar de bolso” Helena Poças Leitão, no artigo Como anda o planejamento de marketing da sua escola?

Para completar a série especial “Planejamento escolar 2022”, o blog do IsCool App também conversou com o consultor de marketing e gestão estratégica de instituições de ensino, Maurício Berbel, sobre como montar um planejamento de marketing no cenário atual. 

Além de dicas práticas, confira o que o consultor na Alabama Consultoria em Gestão Estratégica e autor dos livros “Perguntas e respostas em marketing educacional” e “Pai problemático x pai lucrativo: como lidar e aprender com reclamações na escola” tem a dizer sobre como as escolas podem se tornar mais eficientes no próximo ano através de boas práticas de marketing escolar

Como elaborar um planejamento de marketing escolar para 2022?

“Sobre o planejamento de marketing escolar para 2022, não pode ficar de fora uma ênfase no marketing digital”, afirma Berbel. Segundo ele, as escolas precisam realmente dominar essas ferramentas de marketing digital, como mídias sociais, desenvolvimento de um site adequado, landing pages e produção de conteúdos bem direcionados, com regularidade e relevantes para as famílias.

Também tem a questão de manter o impulsionamento de posts e as ferramentas de SEO (Search Engine Optimization) ou otimização de sites para mecanismos de busca. Para ele, isso é uma prática que as escolas ainda precisam melhorar. “Tudo isso são temas relativamente novos para o marketing de escolas e que elas precisam dominar mais, fazendo ao longo do ano todo, não só no período de campanha de matrículas”, ressalta. 

Ao olharmos para 2022, é importante que escolas invistam tempo, orçamento ou recursos nas estratégias de marketing a seguir:

  1. Redesenhe seu site
  2. Melhore sua estratégia de mecanismo de pesquisa (SEO)
  3. Crie fluxos de comunicação por aplicativos móveis
  4. Comece um blog na escola
  5. Crie sua primeira oferta de conteúdo (Landing Page)
  6. Invista em anúncios de mídia social consistentes e significativos
  7. Consolide suas contas de mídias sociais
  8. Invista mais tempo e recursos em vídeo

Quais são os principais desafios para o marketing escolar 2022?

Hoje, as famílias não estão mais comparando sua escola apenas aos concorrentes diretos. Elas estão comparando a experiência online da sua escola com toda e qualquer experiência online que tiveram. Depois de mais de um ano fazendo quase tudo virtualmente, as expectativas são altas em todos os setores. 

As famílias ficaram mais digitais. A pandemia fez com que todo mundo se acostumasse com a comunicação digital. As pessoas começam a fazer compras online, a conversar pelo Zoom com os seus parentes, e hoje elas têm facilidade e disponibilidade para conversar com a escola pelo aplicativo de comunicação”, afirma. 

Segundo Berbel, esse período da pandemia pode ser comparado a quando é dada bandeira amarela na Fórmula 1, depois de ocorrer algum acidente grave ou chuva forte e quando todos os pilotos devem seguir em comboio, sem ultrapassar ninguém. “Todas essas mudanças, tanto na forma de apresentar e entregar o serviço educacional, como de se comunicar com as famílias, teve um impacto, sim, também no foco. O marketing escolar ficou mais voltado a fidelização no tempo da pandemia, não tanto na captação”. 

“Agora, o desafio é que a prova está recomeçando e a competição entre as escolas volta a ser acelerada”, lembra ele. Nessa retomada, existem algumas escolas fragilizadas do ponto de vista financeiro, fazendo todo tipo de concessão e desconto. Na outra ponta, existem novos players, mais profissionalizados, com investimento maciço nas unidades escolares. “Alguém que parou nos boxes e está com os pneus novos e vem babando para competir cada vez melhor pelos nossos clientes”. 

Para Berbel, a situação não é fácil e por isso a escola tem que ter “sangue nos olhos” para competir melhor nesse meio entre concorrentes mais profissionalizados e concorrentes desesperados. E completa: “Manter o nosso carro na pista e ainda fazer algumas ultrapassagens é o desafio do gestor escolar no momento da retomada”.

Qual a importância da comunicação digital no planejamento de marketing escolar 2022?

O marketing escolar se transformou bastante nesses tempos. Ele está mais digital, está mais interativo. “As ferramentas digitais se tornam mais estratégicas para a escola, na relação cotidiana das escolas com as famílias”, lembra Berbel. 

De acordo com o consultor, um aplicativo de comunicação como o IsCool App traz agilidade e rastreabilidade para essa comunicação, o que é muito importante. “Imagine todas as pessoas da escola podendo entender e acompanhar o que está sendo dito para as famílias. A escola ganha muito com isso e essa ferramenta ganha uma importância crucial para manter as famílias informadas, em um canal importante e oficial”. E completa: “Ter um aplicativo de comunicação é cada vez mais fundamental para a escola se comunicar bem”. 

Berbel relata que o marketing educacional está cada vez mais profissionalizado, o que significa que não é mais tão fácil competir se ficar no amadorismo. “O gestor de marketing aprendeu muito durante a pandemia, sobre como lidar com essa instabilidade toda, como agir de uma forma rápida na resposta de crise e de como utilizar novos canais porque mudou bastante a forma de se comunicar com as famílias. Nesse sentido, aplicativos de comunicação como o Iscool App fizeram e fazem a diferença para as escolas”, afirma.

O marketing escolar tem muito a colaborar com a escola, não só na divulgação para conseguir novos clientes e fidelizar os que já tem, mas também para orientar no aspecto pedagógico, além de ajudar bastante também num cenário de crise que a escola pode enfrentar. “Acho que o marketing pode ajudar a prever outras crises porque está ligado a pesquisa, olhando o ambiente, antecipa uma situação mais grave e ajuda muito na comunicação que é crucial para crises. Uma comunicação objetiva e proativa tranquiliza e orienta as pessoas”, diz. 

E, para terminar, Berbel acredita que o marketing é responsabilidade de todos na escola. “Tem que ter uma cultura de atender bem o cliente, de entender suas expectativas, de dar respostas rápidas e objetivas para todas as demandas, de compreender as mudanças de comportamento”, ressalta. 

Segundo ele, tudo isso faz parte de uma cultura da organização para que a escola seja assertiva nesse relacionamento com os clientes. “A ideia de fazer um atendimento acolhedor, tem que estar em todos os membros da equipe. Desde a pessoa da limpeza até a direção da escola. Deve prevalecer esse sentimento que a gente existe em função da demanda dos clientes”, finaliza. 

Leia também

Planejamento 2022: comunicação pós-pandemia

Planejamento 2022: principais tendências na educação

Planejamento 2022: 5 dicas essenciais

Deixe uma resposta