Compliance para escolas: como funciona?

Saiba como o compliance pode tornar os processos escolares mais seguros e transformar sua gestão

A tradução do termo para o português já indica o conceito em cena: estar em conformidade com a legislação e os regulamentos de um determinado setor. Por isso, o compliance para escolas é um dos assuntos mais discutidos no atual cenário da educação.

As iniciativas que envolvem a área nos colégios englobam todas as ações realizadas pelos gestores referentes às regras vigentes para as atividades escolares. Portanto, engana-se quem pensa que compliance está relacionado apenas ao uso dos dados administrativos e à LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), por exemplo.

Isso porque, ao falar do assunto, reunimos também informações e responsabilidades de todas as áreas da instituição, dentro e fora das salas de aula.

Então, neste conteúdo, trouxemos orientações para esclarecer dúvidas da gestão ao aplicar iniciativas de compliance na escola.

A partir de agora, é possível entender melhor como esse conceito funciona e os resultados que podem ser alcançados ao implementar as práticas no dia a dia escolar. Acompanhe!

Compliance para escolas: por onde começar?

Primeiramente, é necessário entender o que é compliance. Esse termo, tão abordado no setor educacional, remete a todas as ações realizadas na gestão escolar para que a instituição atenda às regras e legislações vigentes no ensino.

Dessa forma, compliance para escolas são todas as iniciativas aplicadas para que colaboradores, estudantes e até mesmo os fornecedores atendam os valores e os princípios da instituição. O intuito é que todos atuem e convivam em um ambiente que proporcione impactos positivos à sociedade.

Em definição compartilhada pela Fia (Fundação Instituto de Administração), as atividades de compliance têm como objetivo garantir a integridade nas tomadas de decisões dos gestores. Logo, influencia tanto na transparência como na ética das ações no ambiente escolar.

Além disso, as iniciativas de compliance para escolas contribuem com a redução de erros e do não cumprimento das regras. Portanto, são importantes para que instituições não sejam punidas ou multadas, tornando-se assim eficaz para a gestão de risco em todos os processos.

Então, se você deseja implantar medidas de compliance para escolas, pode seguir este passo a passo, também orientado pela Fia:

1. Busque ajuda de profissionais experientes no assunto

Hoje, já existem muitos profissionais especialistas em aplicar medidas de compliance em várias instituições, incluindo no setor de ensino. Mas essa responsabilidade também pode ser atribuída à colaboradores que têm habilidades para dialogar e acompanhar a realização das ações dentro da escola.

2. Analise o cenário escolar

Para que as práticas de compliance para escolas sejam eficientes, antes de começar é necessário realizar uma avaliação profunda da instituição. Dessa forma, será possível identificar falhas e pontos de melhoria para que as ações ocorram de forma bem-sucedida. Essa análise será fundamental para a criação e organização do plano de ação de compliance, bem como de um código de conduta que orientará as atividades.

3. Realize treinamentos e comunique a todos sobre as iniciativas

Com todas as informações em mãos, o próximo passo é preparar os envolvidos para que as iniciativas de compliance sejam aplicadas na prática. Então, nessa etapa, invista em treinamentos baseados nas informações identificadas anteriormente. Assim, todos saberão como cumprir as suas responsabilidades. Para finalizar, invista também na comunicação das medidas – que deve ter uma linguagem diferente para estudantes e colaboradores, por exemplo. Ainda, mantenha um canal aberto para possíveis denúncias ou feedbacks.

Compliance para escolas e LGPD: qual a relação?

Vivemos uma rotina de educação cada vez mais conectada, na qual geramos e administramos grande quantidade de dados. São informações referentes às atividades dos professores, dos estudantes e de todos os colaboradores e fornecedores da instituição.

Sendo assim, zelar por práticas de segurança do uso de informações pessoais digitais é muito importante. Não só para atender às exigências da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) como também para garantir que muitos problemas sejam evitados, desde possíveis vazamentos até penalidades das autoridades.

E você sabe como as iniciativas de compliance para escolas podem contribuir com a gestão nesse sentido? Afinal, o conceito remete a todas as ações que visam manter a instituição de ensino em conformidade com a legislação.

Com compliance nas escolas, é possível ter mais transparência e eficiência ao cumprir as regras da LGPD. Dessa forma, protege-se ainda mais os dados pessoais sensíveis, como RG, CPF, informações relacionadas às finanças, saúde e outras de todos os envolvidos na gestão escolar, com alto nível de segurança.

Você se lembra do nosso checklist para a adequação da LGPD na sua escola?

Então, vamos retomar aqui essas dicas que compartilhamos no Blog para que a sua gestão se mantenha alinhada com as necessidades da instituição. Dessa maneira, vai ser mais fácil aplicar as iniciativas de compliance para escolas e guiar as atividades conforme as exigências da LGPD. Confira!

  • Atualize o contrato de matrícula com a cláusula que aborda as regras de segurança da informação, tanto sobre dados pessoais quanto sensíveis.
  • Além dessa atualização, inclua as informações também no regimento interno e na política de segurança da informação da escola.
  • A equipe também precisa se capacitar para saber como lidar com a coleta e o tratamento de dados de todos os envolvidos na rotina escolar.
  • Os gestores devem elencar uma pessoa para ser encarregada da comunicação entre a escola e a autoridade nacional, que é responsável pela LGPD. Essa pessoa estará à frente de reclamações e outras solicitações que a instituição possa receber. Vale lembrar que o serviço pode ser terceirizado.
  • Prestadores de serviço da escola também precisam estar em dia com a LGPD. Sendo assim, os contratos precisam ter uma cláusula específica sobre o uso de dados para que o profissional esteja em conformidade com as exigências legais.

Gostou das dicas de compliance para escolas?

Esperamos que as informações listadas aqui contribuam com a aplicação de iniciativas que melhorem sua gestão, bem como os processos e resultados da instituição de ensino.

Elas visam assegurar a todos sobre possíveis riscos e ainda agregam melhorias ao dia a dia escolar. Continue acompanhando o Blog do IsCool App para transformar sua gestão com informações atualizadas sobre a evolução da educação!

Deixe uma resposta