5 principais competências do gestor escolar

Conheça algumas características imprescindíveis para um líder educacional realizar trabalhos pedagógicos e administrativos com eficiência

Tornar-se o principal administrador de uma escola requer estudo continuado, comunicação, postura, e principalmente, competência para ser um gestor que realiza os trabalhos pedagógicos e administrativos pertinentes à área.

A gestão escolar é um conjunto de funções que englobam atividades financeiras, pedagógicas e de recursos humanos, enquanto exerce o gerenciamento de materiais e outros recursos.

O melhor diretor escolar é aquele que sabe combinar os conhecimentos dos seus profissionais, as necessidades dos alunos e a dinâmica administrativa em prol do bom andamento da rotina e da política de ensino.

De acordo com a Matriz Nacional Comum de Competências do Diretor Escolar, do Ministério da Educação, é preciso desenvolver um perfil de liderança, apoiar o trabalho docente, definir metas e responsabilidades e prezar pela melhoria das práticas de aprendizagem em sala de aula.

Então, aprenda a reconhecer as suas habilidades que podem melhorar a atuação na gestão escolar.

Fizemos uma lista detalhada das principais competências que um gestor escolar precisa ter para alcançar um alto desempenho na administração da escola. Saiba quais são as qualidades e competências primordiais para o exercício da gestão. Veja também as características individuais e coletivas que precisam ser aplicadas na escola.

Quais são as 5 principais habilidades do gestor escolar?

Confira a seguir as cinco características mais importantes para o gestor escolar que quer alcançar o melhor desempenho administrativo e pedagógico:

1. Capacidade de comunicação e escuta

A habilidade de comunicação deve ser desenvolvida e aplicada pelo diretor escolar para explicar suas decisões e expor a sua visão para o desenvolvimento da instituição.

Já a capacidade de escuta é o complemento essencial que permite à gestão perceber as necessidades, opiniões e críticas dos colaboradores, alunos e pais.

Dessa forma, será possível identificar os pontos críticos que precisam ser melhorados e as áreas de excelência da escola.

2. Postura ética

Ter uma conduta ética no ambiente escolar é uma atitude obrigatória para todos, uma vez que a escola é o espaço onde os alunos estão aprendendo sobre si e a atuação social.

Para o gestor escolar, a ética é o único caminho possível para conseguir gerenciar com verdade e dignidade as pessoas e o conhecimento que é desenvolvido dentro do colégio. Trata-se do espelho que vai determinar a postura de todos que circulam no ambiente escolar.

3. Gerenciamento de pessoas e materiais

Saber gerenciar os recursos materiais e humanos da unidade escolar é usufruir de todo potencial pedagógico, administrativo e social disponível. A escola é mais do que a relação tradicional entre alunos e professores dentro da sala de aula.

O bom gestor sabe delegar funções e reconhecer como aplicar corretamente as ações necessárias para uma rotina escolar eficiente, educativa e empática.

4. Planejamento dos recursos disponíveis

A habilidade de planejamento consiste em definir e cumprir metas e prazos, enquanto estrutura a escola e o ano letivo de acordo com um plano administrativo-pedagógico capaz de atender às necessidades dos professores, colaboradores e alunos.

O planejamento permite que as metas se construam dentro da sala de aula e na escola em geral, impactando diretamente o sucesso da gestão escolar.

A Matriz Nacional Comum de Competências do Diretor Escolar aconselha uma participação ativa durante a aplicação das estratégias de ensino estabelecidas pelo núcleo pedagógico.

5. Formação continuada individual e coletiva

O diretor da escola precisa se manter atualizado sobre novas tecnologias e metodologias de ensino que podem aprimorar a educação, assim como deve buscar meios durante sua prática de estudo para otimizar a área administrativa.

Estar sempre em formação e escutar as demandas da comunidade escolar é o caminho para aplicar políticas inovadoras e garantir que os funcionários também estejam se profissionalizando.

Outras competências que fazem a diferença na gestão escolar

Além das características citadas acima, destacamos as seguintes habilidades como necessárias para todos os diretores de escola:

Aplicação das diretrizes pedagógicas: ser comprometido com as práticas e normas pedagógicas nacionais e com o projeto político-pedagógico da unidade escolar.

Organização: é a responsável pela eficiência nos espaços da escola. A organização agiliza os processos administrativos e permite que as ações sejam bem gerenciadas.

Flexibilidade: para lidar com as mudanças e para propor ações que solucionem demandas.

Experiências pedagógicas e administrativas: a vivência profissional do gestor escolar pode ser um atributo que facilita a administração, partindo das demandas que foram observadas antes do cargo de gestão.

Explorar as qualidades pessoais: saber quais características pessoais podem ser um diferencial positivo no exercício da função

Acompanhar o desenvolvimento do aprendizado: estar presente na rotina escolar para verificar a eficiência das estratégias de ensino.

Confiança: ser alguém considerado confiável pela comunidade escolar é uma característica extremamente positiva para o gestor e o desempenho das suas tarefas.

Empatia: escutar e considerar as experiências boas e ruins de todos, além de reconhecer o potencial de cada um.

Proatividade: ter iniciativa para buscar soluções e melhorias importantes para a comunidade escolar.

Valorizar novas propostas de ensino: observar as novas tecnologias e adotar ferramentas de ensino que motivem os alunos, aproximando o processo de aprendizagem da modernidade.

Incentivar a parceria entre a escola e as famílias: o gestor escolar deve promover um espaço de diálogo e cooperação entre o ambiente escolar e familiar.

Como desenvolver o melhor perfil de diretor de escola?

O melhor perfil do gestor escolar é aquele que preza pelo cumprimento das diretrizes da Matriz Comum Curricular e que sabe aplicar os conhecimentos adquiridos em propostas escolares e relações interpessoais.

Será por meio da boa comunicação, vontade de escutar a todos e do gerenciamento dos recursos disponíveis que a melhor gestão escolar será aplicada na instituição de ensino, sempre em busca da melhor rotina para a escola e para o cumprimento do planejamento preestabelecido.

É importante reconhecer as qualidades pessoais existentes que podem favorecer o cargo de gestor, assim como é imprescindível desenvolver as características necessárias que podem fazer toda a diferença nas atividades administrativas e pedagógicas.

Deixe uma resposta