IsCool App participa de reunião das escolas paulistas associadas à Unesco

Prof.ª Eliana Baptista Pereira Aun, diretora geral do Colégio Guilherme Dumont Villares e coordenadora regional de São Paulo

Público presente teve a oportunidade de conhecer todas as funcionalidades do aplicativo de comunicação escolar

No último dia 15 de fevereiro, o IsCool App participou como expositor durante a Reunião das Escolas Associadas da Rede PEA Unesco, regional de São Paulo. Mais um ano marcando presença nesse evento que reuniu cerca de 600 educadores.

O evento ocorreu no Colégio Guilherme Dumont Villares, em São Paulo, e reuniu escolas de todo o estado, filiadas à entidade internacional.

Os educadores puderam conferir as novidades de expositores parceiros da iniciativa, entre eles, o IsCool App. O aplicativo foi destaque pela quantidade de serviços oferecidos além da agenda eletrônica, incluindo os módulos de matrícula e integração com o software de gestão do colégio – o IsCool Sync.

Além do IsCool App, as demais soluções escolares do Grupo School Picture também foram apresentadas ao público presente.

De acordo com Ramin Shams, presidente do Grupo School Picture, a parceria com as escolas filiadas à Unesco vem ao encontro do que a empresa acredita.

“Nossas soluções escolares seguem pautadas nos pilares de educação da Unesco. Por isso, temos imensa satisfação em estar presentes num importante evento como esse”, diz.

Troca de conhecimento

A Prof.ª Eliana Baptista Pereira Aun, diretora geral do Colégio Guilherme Dumont Villares e coordenadora regional de São Paulo foi a responsável pela abertura oficial da reunião.

Além de abordar os desafios para a educação brasileira neste ano, como a BNCC (Base Nacional Comum Curricular) e nova legislação do ensino médio, a coordenadora ressaltou para o público a importância das ações pedagógicas serem trilhadas nos parâmetros da Unesco, como as propostas para o ano de 2020, principalmente aquilo que se refere ao Ano Internacional da Saúde Vegetal – Fitossanidade.

Na sequência, o Profº. Dr. José Carlos de Souza Júnior, Reitor do Centro Universitário do Instituto Mauá de Tecnologia, conduziu uma importante reflexão sobre a tecnologia na educação.

Em sua abordagem, intitulada “Transformação Digital das Instituições de Ensino e a Formação Nexialista”, o Prof. José Carlos demonstrou que a tecnologia veio para ajudar a otimizar processos, com ganhos de escala, produtividade e eficiência.

“Porém, vivemos num mundo cada vez mais analógico, no sentido de que as demandas são cada vez mais personalizadas”, afirma.

Por sua vez, o Prof. Dr. Rui Fava, Doutor em Ciências da Educação pela Universidad Católica de Santa Fé, Argentina, apresentou a palestra “É preciso agir no presente para construir a educação do amanhã”. Rui Fava lembrou que nossos índices de educação são angustiantes e que é preciso melhorar.

“A gente organiza o ensino, mas não metodiza a aprendizagem”, revela ele ao confrontar os índices atuais com o que a educação do futuro exige.

Segundo Fava, entre os problemas atuais, as escolas ainda possuem resistência às novas tecnologias, apesar da aparente aceitação. Outra questão é que o diploma perdeu sua importância nos dias de hoje. “Isso acontece porque não estamos formando os alunos devidamente”, avalia.

Outra importante intervenção foi realizada pelo Fernando Perfeito, do Movimento Greenk, que conduziu a premiação das escolas PEA Unesco que se destacaram na categoria Descarte de Lixo Eletrônico do Torneio Greenk 2019, contando com a presença de Gustavo André Fernandes Lima, membro do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Entre as cinco melhores escolas, a EMEB Professor Stélio Machado Loureiro, escola municipal de Bebedouro (SP) garantiu o primeiro lugar, recebendo como premiação computadores para o laboratório de informática. A escola, que já utiliza o aplicativo IsCool App desde o ano passado, conseguiu coletar 115 toneladas de lixo eletrônico em conjunto com as demais premiadas.

Saiba mais sobre a parceria do IsCool App com a EMEB Professor Stélio Machado Loureiro.

Além de exaltar o engajamento das escolas da Rede PEA no torneio de 2019, Fernando aproveitou para fazer o lançamento do Torneio Greenk Intercolegial 2020, convidando as escolas associadas a participarem do projeto sobre o descarte de lixo eletrônico. A meta para esse ano é coletar 600 toneladas de lixo eletrônico em todo o país, entrando para o famoso Guiness Book (Livro dos Recordes).

A reunião das escolas paulistas ainda contou com a mensagem da Coordenadora Nacional das Escolas Associadas da Unesco, Prof.ª Myriam Tricate, que saudou os presentes apresentando os resultados alcançados pela Rede PEA no Brasil e convidando o público a participar do próximo Encontro Nacional da Rede, que acontecerá no segundo semestre de 2020 na cidade de Campos de Jordão (SP).

“No encontro de 24 a 26 de setembro, esperamos mais de mil participantes vindos de todo o Brasil”, antecipa Myriam. 

Ano Internacional das Plantas

Já o Ano Internacional da Saúde Vegetal – Fitossanidade teve um espaço especial no encontro. Ele está sendo comemorado pela Unesco e seus parceiros ao longo do ano de 2020 visando a conscientização da importância das plantas em nossas vidas e sobre as boas práticas agrícolas. 

Para falar mais sobre o Ano Internacional das Plantas, a coordenadora de comunicação da CropLife do Brasil, Daniela Camargo e a coordenadora de educação do Inpev (Intituto Nacional de Processamento de Embalagens), Anna Letícia Malagoli da Silva abordaram a importância da conscientização global sobre como proteger a saúde das plantas, sobretudo através da educação.

O Inpev, por exemplo, promove o Programa de Educação Ambiental Campo Limpo que visa à saúde vegetal e a responsabilidade compartilhada dos resíduos sólidos, especialmente produzido para alunos da Educação Básica.

Confira os melhores momentos da reunião:

Deixe uma resposta