Comunicação digital escolar: 8 dicas para produzir o melhor conteúdo

Com estratégias simples, saiba como tornar suas postagens mais interessantes e atingir cada vez mais a atenção e engajamento dos usuários 

IsCool App - boas práticas na comunicação escolar digital

Seu colégio já conta com aplicativo de comunicação, tem presença em várias mídias sociais e já traçou um plano de conteúdo, mas você ainda sente que algo poderia estar melhor. Afinal, alguns pais não aderiram aos novos canais digitais do colégio e o engajamento está longe de se tornar cem por cento. Se este é parte do seu cenário atual, calma! Com algumas pequenas mudanças e atenção a boas práticas de uso dessas ferramentas e da própria internet, é possível potencializar os resultados e aumentar sua audiência.

Aqui, trazemos algumas dicas práticas relacionadas ao tipo de conteúdo ideal para acertar em cheio seu alvo. Tudo isso, com base, principalmente, no exemplo de escolas que estão obtendo sucesso em suas ações de comunicação digital e pensando no público formado por pais de diferentes perfis. Confira:

 

1 – De olho nos horários das publicações

Os pais estão sempre alerta quando o assunto é a educação dos filhos, por isso, recados individuais, personalizados e específicos sobre alguma ação referente ao aluno costumam ser lidos e respondidos rapidamente. Mas quando a comunicação é um aviso de interesse geral, como um evento ou um pedido para angariar ajuda voluntária, por exemplo, o colégio pode lançar mão de postagens em horários nobres.

Estudos revelam que a audiência dos internautas brasileiros é maior às 21h, seguido de 11h e 12h. Mas quando pensamos nas segundas e sextas-feiras, entendemos que as pessoas já não estão com tanta abertura para determinados assuntos.

Em algumas mídias sociais e mesmo no próprio aplicativo de comunicação escolar, é possível programar o horário das postagens, de maneira que o público tenha maior ou menor abertura para recebê-lo. Fique de olho no seu público, busque conhecer melhor seus hábitos e encontre sua melhor dinâmica.

 

2 – Nem muito, nem pouco

Não adianta encher a timeline dos usuários de conteúdo. Por mais que eles possam parecer interessantes, podem cair no esquecimento se explorados em demasia. A melhor freqüência para suas postagens está diretamente ligada ao perfil do público, que, mais uma vez, você deve conhecer melhor do que ninguém.

O Instituto Oliveira Lara, por exemplo, que aderiu ao IsCool App no início deste ano, coordena as comunicações com cuidado. “Nós utilizamos a maioria dos recursos oferecidos pelo aplicativo, sempre prezando pelo bom senso e objetividade nos comunicados. A frequência varia de acordo com a demanda, que pode ser semanal, quinzenal ou mensal”, afirma Raphael Oliveira, coordenador de tecnologia do colégio.

 

3 – Mais imagem, menos texto

Se as imagens não chamassem tanto a atenção, o Instagram não teria se tornado uma ferramenta tão importante. Segundo a pesquisa Social Media Trends de 2017, as imagens e GIF’s têm o poder de engajar cerca de 40% mais, isso porque seduzem pela emoção gerada, como a curiosidade, por exemplo.

Lembrando que todo cuidado é pouco quando a imagem diz respeito a fotos de crianças e que há todo um repertório jurídico para que isso seja feito com segurança (conforme já explicamos aqui). Fora isso, o colégio pode sempre contar com fotos de atividades transcorridas, ilustrações, desenhos e GIF’s animados.

 

4 – Vídeos, aposte neles

Agora, se a intenção é passar uma imagem realmente dinâmica, a solução é o vídeo. Segundo pesquisa da eMarketer, 86% dos internautas brasileiros assistem vídeos online. Pensando nisso, que tal enviar um comunicado via vídeo ou, então, deixar algum profissional do colégio contar como tem sido o trabalho em determinado projeto? Se está aberta a temporada de rematrícula, por exemplo, vale um vídeo explicativo sobre tudo o que já foi feito desde o início do ano e os projetos para 2018. Com um celular na mão e um planejamento de conteúdo, essa mídia está ao alcance de todos.

Um exemplo interessante é o do Colégio Agostiniano Mendel, que conta com quatro mil alunos e utiliza os vídeos para atingir seu público de forma mais eficaz. Para isso, conta com uma equipe dedicada a produzir conteúdo exclusivo para a TV Mendel, como entrevistas e cobertura de eventos internos. Todo esse conteúdo é postado diariamente no IsCool App e tem conquistado a opinião dos pais usuários.

 

5 – Chamando a atenção pelo texto

Textos também podem e devem impactar, não somente pela aparência inicial, mas, principalmente, pela maneira como é escrita. Neste quesito, a dica é sempre criar títulos fortes e tentar sintetizar o assunto, trazendo o objetivo de maneira clara.

Na parte visual, sempre que possível, abuse de tópicos, números e intertítulos. Sublinhe, negrite ou utilize cores em partes dos textos que são importantes.

Lembre-se que é nos textos que você também aplica as características do colégio, como valores e a cultura vivida no dia a dia da instituição. Não se esqueça, também, de atrair a interação do público com perguntas e enquetes. É sempre bom contar com a colaboração dos usuários.

 

6 – As cores a seu favor

Você certamente já ouviu falar do poder das cores e deve estar imaginando que o preto sempre remete ao que é suntuoso, assim como o dourado… e que o azul traz calma e sabedoria, enquanto o verde remete à natureza, à sustentabilidade. Pois tudo isso faz realmente sentido no seu material visual. Pesquisas de especialistas em marketing digital, como a QuickSprount, apontam que 90% das interações estão diretamente ligadas às cores.

Na psicologia das cores, por exemplo, acredita-se que as mulheres tendem a gostar mais de itens que contenham roxo, azul e verde, enquanto declinam para laranja, marrom e cinza. Já os homens preferem azul, verde e preto, mas não tendem a ser atraídos por marrom, laranja e roxo.

Nesse sentido, as cores e a identidade do colégio devem sempre ser usadas nas comunicações para fortalecimento de marca, mas a dica é que elas sejam usadas de maneira sutil, para não causar o efeito contrário e cansar o usuário.

 

7 – Faça conteúdo inédito e de qualidade

Invista em um conteúdo só seu, que tenha a essência do colégio, que seja uma extensão daquilo que é falado e vivido dentro da escola, entre os colaboradores e alunos. Dedique-se a criar um cronograma, um plano de comunicação e que haja tempo suficiente para se pensar nesse conteúdo.Outro detalhe é na qualidade de imagens, por exemplo, item importante na avaliação dos usuários. Nada de arquivos de baixa qualidade, sem definição ou copiados, que podem trazer mais descrença do que confiança.

 

8 – Forme um bom time

Por fim, uma dica valiosa, é investir em talentos que te assessorem na busca pelo melhor conteúdo e nas melhores práticas da comunicação digital e do marketing. Mostre que o colégio é atualizado e que busca a profissionalização. Se não tiver demanda interna suficiente para se montar uma equipe fixa, lance mão da terceirização e de agências especializadas, que te darão todo o suporte necessário.

Um comentário sobre “Comunicação digital escolar: 8 dicas para produzir o melhor conteúdo

Deixe uma resposta